Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Suíça. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Suíça. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

29 de jun. de 2022

Suíça – carros a gasolina também vão desaparecer das estradas suíças




SWI, 28/06/2022 



Por Luigi Jorio 



A decisão do Parlamento Europeu de proibir novos veículos a gasolina e diesel também afetará a Suíça. Como está o mercado suíço de carros elétricos hoje? E onde conseguiremos a eletricidade para carregar todas as baterias no futuro? 

A partir de 2035, carros e veículos leves de mercadorias recém-registrados não poderão mais emitir gases de efeito estufa. A decisão foi aprovada em 29 de junho pelo grupo de 27 membros. A proibição de motores de combustão interna votada pelo Parlamento Europeu – que os Estados membros da UE ainda têm que aprovar – marca efetivamente o fim dos veículos movidos a gasolina e diesel, bem como híbridos, que estão em alta. No futuro, apenas novos modelos elétricos ou movidos a hidrogênio poderão ser vendidos. 

2 de jan. de 2023

O referendo nacional suíço limitará a população a 10 milhões por meio de um rígido controle de imigração, para salvar o meio ambiente




SMMN, 01/01/2023 



O partido mais popular da Suíça, o Partido do Povo Suíço (SVP), conhecido por suas raízes agrárias e oposição à imigração em massa, deve realizar um referendo pedindo a renegociação de tratados internacionais, ou mesmo seu abandono total, se a população suíça atingir 10 milhões.

Como relata John Cody no Remix News,  o referendo proposto ocorre em um momento em que a Europa enfrenta cada vez mais  uma catástrofe ambiental, uma  crise imobiliáriaenormes pressões sobre os recursos públicos devido aos crescentes níveis de imigração. Muitas nações europeias estão entre as nações mais densamente povoadas do mundo e espera-se que a vida nelas se torne mais populosa em um futuro próximo, a menos que uma ação drástica seja tomada. A Suíça não é exceção.

14 de set. de 2022

Como a Suíça pretende enfrentar a crise energética neste inverno




SWI, 14/09/2022 



Por Luigi Jorio 



A Suíça é autossuficiente no abastecimento de energia?

Não. A produção doméstica de eletricidade cobre apenas cerca de 25% das necessidades energéticas do país. Os 75% restantes são importados sob a forma de petróleo bruto, produtos petrolíferos, gás e carvão.

Em comparação aos outros países europeus, a Suíça é um dos países com o menor grau de autossuficiência energética, como mostra o gráfico abaixo:

8 de fev. de 2019

Suíça – Por que as cidades suíças dominam os índices de consumo de cocaína




SWI, 06 de fevereiro de 2019. 




Em termos de consumo de cocaína na Europa, metade das dez principais cidades são suíças. A baixa regulação da Suíça e o alto poder aquisitivo oferecem condições ideais para comprar ou consumir drogas, diz o centro nacional de pesquisa sobre o vício, Addiction Switzerland

Cerca de cinco toneladas de cocaína são consumidas a cada ano na Suíça – com receita de cerca de CHF 300 milhões (US $ 330 milhões) – de acordo com o Centro Europeu de Monitoramento de Drogas e Toxicodependência. As cidades suíças ocupam cinco das nove principais posições para  o consumo europeu. 


25 de mar. de 2017

Suíça – a Suíça investiga a “espionagem turca”

Milli İstihbarat Teşkilatı , MİT


Swiss Info, 24 de março de 2017. 




O Ministério Público suíço abriu um processo criminal por alegações de espionagem política em torno da comunidade turca na Suíça. A ação ocorre em meio a uma disputa política entre a Suíça e a Turquia antes do referendo constitucional turco. 

Na sexta-feira, o escritório do procurador-geral confirmou relatórios sobre a televisão pública suíça (SRF) dos processos criminais iniciados este mês. Em uma declaração, o Ministério Público disse que havia “evidência concreta” de que a espionagem do serviço secreto político havia ocorrido. 

O procurador-geral alertou o gabinete sobre estas suspeitas e recebeu a autorização para prosseguir pelo Ministério da Justiça, dizia o comunicado. 

31 de jul. de 2022

Suíça: proibição de criação industrial (pecuária) na Suíça será decidida nas urnas – referendo




SWI, 29/07/2022 



Em 25 de setembro, os cidadãos suíços votarão a proibição da pecuária intensiva. Esta é uma questão sensível em um país que está comprometido com a agricultura e já possui uma legislação de bem-estar animal muito rígida. 

Sobre o que é isso?  

Organizações de direitos dos animais e bem-estar animal apresentaram uma iniciativa popular para proibir a pecuária intensiva na Suíça. Mas o governo e o parlamento consideram que os animais de criação estão adequadamente protegidos pela legislação atual e estão pedindo aos eleitores que rejeitem a iniciativa. 

25 de jul. de 2016

Liberação de condenados terroristas coloca a Suíça em um dilema - o humanitarismo politicamente correto da Suíça




SWI, 25 de julho de 2016. 




Por Veronica DeVore



O primeiro dos três homens condenados este ano por planejar um ataque terrorista na Suíça acaba de ser libertado da prisão. O que acontece depois é uma questão de intenso debate no seio da inteligência e nos círculos políticos, sem soluções claras e visíveis. 

Michael Lauber, o procurador federal no caso, reconheceu que as autoridades enfrentam um dilema sobre o que fazer com os três homens logo após os vereditos que foram entregues em março

“Por um lado, terroristas condenados não podem ser autorizados a permanecer na Suíça. Por outro lado, não podemos colocar a tradição humanitária [que nobre!] da Suíça em risco. Agora temos que pensar sobre essas questões e devemos ter respostas, logo que estes indivíduos forem libertados da prisão”, disse ele à rádio pública suíça, SRF, no início deste ano. 

31 de jul. de 2022

Suíça deve se alinhar ao plano de energia da UE, diz ministra da Energia: racionamento




SWI, 29/07/2022 



A Suíça deve se alinhar com um plano da União Europeia para reduzir o consumo de energia para lidar com as consequências da guerra na Ucrânia, diz a ministra de Energia da Suíça, Simonetta Sommaruga.

Os países da UE aprovaram na terça-feira um plano para reduzir conjuntamente seu consumo de gás em 15% entre agosto de 2022 e março de 2023. Embora essa decisão não comprometa diretamente a Suíça que não pertencente à UE, todas as importações suíças de gás natural passam pela UE.

"A Comissão Europeia pediu a todos os países membros que façam planos para atingir a meta de 15% e estou convencido de que a Suíça deve se alinhar com as medidas europeias", disse Sommaruga em entrevista com a televisão pública suíça, RTS, na quinta-feira à noite. Ela acrescentou que o governo "já está preparando tal plano".

18 de set. de 2017

Europa: Jihadistas Levam Vantagem nos Benefícios do Sistema de Bem-Estar Social

Gatestone, 18 de setembro de 2017 


Por Soeren Kern



  • Ao mesmo tempo que embolsava dinheiro dos contribuintes suíços, Abu Ramadan, conhecido salafista, pediu a introdução da Lei Islâmica (Sharia) na Suíça, urgindo os muçulmanos para que evitem se integrar na sociedade suíça. Ele também ressaltou que muçulmanos que cometem crimes na Suíça não devem estar sujeitos às leis suíças.
  • "O escândalo é tão grande que é difícil de acreditar. Aos imãs que pregam ódio contra cristãos e judeus, que criticam a depravação do Ocidente, são concedidos asilo e eles vivem confortavelmente como refugiados recebendo os proventos da assistência social. Tudo isso com a cumplicidade de autoridades covardes e incompetentes que dão carta branca aos assistentes complacentes e ingênuos do sistema de asilo e de bem-estar social". − Adrian Amstutz, parlamentar suíço.
  • Autoridades municipais em Lund continuam determinadas: elas lançaram um projeto piloto destinado a fornecer aos jihadistas suecos, que estão retornando da Síria: moradia, emprego, educação e ajuda financeira - tudo graças aos contribuintes suecos.


Um imã líbio que pediu a Alá que "elimine" todos os não muçulmanos, recebeu mais de US$600.000 em proventos de assistência social do governo suíço de acordo com a emissora suíça SRF.

9 de mai. de 2018

Suíça – Cocaína é entregue mais rápido do que pizza na Suíça: segundo um estudo




The Local Ch, 09 de maio de 2018. 



Uma em cada três entregas de cocaína na Suíça chega em 30 minutos, enquanto apenas metade das entregas de pizza é feita dentro do mesmo prazo, segundo um novo estudo. 

A descoberta é um dos resultados mais esquisitos da [pesquisa] Global Drugs Survey (GDS) 2018, que foi divulgada nesta quarta-feira. 

A pesquisa também descobriu que 40% das entregas de cocaína na Suíça foram feitas em um dia. Isso significa que a eficiente Suíça tem uma alta classificação em termos de velocidade de entrega porta-a-porta para a droga

22 de fev. de 2019

Suíça – requerentes de asilo perigosos ainda permanecem na Suíça





SWI, 21 de fevereiro de 2019




Das 38 pessoas cujos pedidos de asilo foram recomendados para serem rejeitados pelo Serviço Federal de Inteligência da Suíça (FIS) em 2017, 34 ainda permanecem no país. 

A maioria deles ainda está sob o processo do procedimento de asilo, após o início de um recurso contra a rejeição ou estão sujeitos a um processo de execução de remoção. As autoridades de segurança sabem sua identidade e onde estão hospedados, disse o Conselho Federal em resposta ao pedido de um parlamentar por informações. 

14 de fev. de 2019

Suíça – mudanças para as famílias que praticam o Homeschooling: a esquerda suíça age!




SWI, 14 de fevereiro de 2019







Há 1.000 crianças sendo educadas em casa na Suíça, 600 delas no cantão suíço ocidental de Vaud. Mas as regras ali poderiam ser reforçadas, o que afetará famílias como os Bydes, que estudam em casa. 

Na Suíça, a educação é regulada pelos cantões, o que significa que existem diferenças em todo o país, apesar dos movimentos recentes para harmonizar o sistema de ensino. Os alunos ensinados em casa têm que passar por testes regulares em matemática e francês ou alemão. Os inspetores visitam suas casas pelo menos uma vez por ano para verificar se as crianças atendem aos padrões estabelecidos. 

1 de jun. de 2018

Pesquisa suíça – Por que as mulheres votam mais à esquerda do que os homens?




SWI, 01 de junho de 2018. 


Por De Claude Langchamp 


Um amplo estudo sobre comportamento de voto por gênero relatado na imprensa internacional no mês passado descobriu que as mulheres jovens são mais propensas a votar em partidos de esquerda do que os seus homólogos masculinos. 

Este parece ter sido o caso durante algum tempo, nomeadamente na Suécia, na Noruega e nos Países Baixos. A tendência também ficou evidente nas últimas eleições parlamentares suíças em 2015. 

Por quê? Porque as mulheres são mais progressistas do que os homens quando se trata de questões sociais, ambientais e de gênero, concluiu o estudo. 

17 de jun. de 2022

Suíça: empresas suíças enfrentam escassez de funcionários - Great Reset




SWI, 16/06/2022 



Por Samuel Jaberg 



Com mais de 100.000 empregos listados como vagos no primeiro trimestre de 2022, a escassez de pessoal está atingindo níveis recordes na Suíça. A situação pode piorar, ameaçando a prosperidade do país. 

Dificuldades no recrutamento estão afetando setores da indústria e serviços, segundo dados divulgados no final de maio pelo Instituto Federal de Estatística. O setor de hospitalidade está sofrendo muito, junto com o setor de alta tecnologia. A escassez também está afetando saúde, transporte, construção, logística e comércio de construção. Até mesmo motoristas de caminhão estão ficando difíceis de encontrar.

A pandemia estimulou a digitalização da economia e o desenvolvimento de muitas cadeias logísticas. Todos os setores econômicos estão agora competindo para atrair o mesmo tipo de habilidades. Se você é um cientista da computação ou motorista de entrega, pode escolher o seu trabalho”, diz Stefan Studer, CEO da federação sindical Employees Switzerland.

3 de mai. de 2018

Suíços já podem comprar canábis no Lidl – Fracasso Marketing



DN, 03 de maio de 2018. 



Leis suíças permitem a compra e o consumo da planta, desde que não tenha mais de 1% de THC, a principal substância psicoativa

As lojas na Suíça da cadeia Lidl têm agora um produto que não se encontra definitivamente em qualquer lado, muito menos junto à caixa registadora de um habitual supermercado: canábis. São dois os produtos derivados do cânhamo que estão a ser vendidos nas lojas junto aos produtos de tabaco, e como alternativa aos mesmos, principalmente ao tabaco de enrolar.

23 de ago. de 2022

Suíça: ladrão de caixa eletrônico holandês suspeito de posse de explosivos




SWI, 23/08/2022 



Um cidadão holandês foi acusado pelos promotores federais por estar equipado para explodir caixas eletrônicos na Suíça.

O homem de 51 anos foi parado por funcionários da alfândega em novembro passado enquanto dirigia um carro roubado para a Suíça vindo da Holanda via Alemanha. O veículo continha explosivos não autorizados e outros equipamentos que a polícia acredita serem destinados a ataques a caixas eletrônicos.

A Suíça viu uma onda de assaltos explosivos a caixas eletrônicos que começaram a atingir o pico a partir de 2019, obrigando as autoridades a agir.

20 de mai. de 2019

Suíços aprovam em referendo maior restrição a armas






SIC, 19 de maio de 2019 





Os suíços aprovaram este domingo em referendo uma medida que restringe a compra de armas no país, em sintonia com a legislação antiterrorista praticada nos países da Zona Schengen da União Europeia.

De acordo com as primeiras projeções do instituto de sondagens gfs.bern, divulgadas pela rádio pública RTS às 12:45 locais (11:45 em Lisboa), o "sim" ganhou com 67% do total de votos (há perto de três pontos de margem de erro), apesar das objeções dos proprietários de armas que cumprem as leis em vigor.

Segundo a emissora pública da Suíça, as primeiras projeções mostram que "uma sólida maioria" em todo o país votou a favor de que a Suíça se sintonizasse com a diretiva da União Europeia sobre armas de fogo adotada em 2017.

15 de abr. de 2019

Suíça – partidos democratas “cristãos” titubeiam após decisão do tribunal em favor de “casais” do mesmo sexo




SWI, 14 de abril de 2019 




Muitos políticos democratas cristãos não estão mais por trás da iniciativa de 2016 do seu partido sobre a isenção de impostos para casais casados porque eles consideram isso discriminatório para casais gays, de acordo com o jornal Sonntagszeitung

O jornal diz que a decisão histórica da corte nesta semana anulando o resultado de uma votação popular sobre essa iniciativa provocou um debate dentro do partido de centro sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo. A maioria de seus parlamentares agora rejeita o texto original da iniciativa, que define o casamento como uma relação de longo prazo e legalmente regulada entre um homem e uma mulher. 

25 de set. de 2022

Suíça – suíços rejeitam em referendo a proibição da pecuária industrial




SWI, 25/09/2022 



Por Domhnall O'Sullivan 



Outra vitória rural: após algumas votações acaloradas envolvendo a agricultura suíça nos últimos anos, incluindo uma sobre pesticidas no verão passado, os eleitores mais uma vez se colocaram do lado da maioria dos agricultores suíços em uma votação sobre agricultura industrial e consumo de carne.

Após o encerramento das pesquisas no domingo, as projeções do instituto de pesquisa gfs.bern estimam que mais de 60% dos eleitores terão dito não à iniciativa "agricultura industrial" - consideravelmente mais do que o previsto pelas pesquisas nas últimas semanas.

29 de jun. de 2022

Suíça: Frango à base de ervilha para o almoço, porco de girassol para o jantar – comida para gado 2030




SWIS, 28/06/2022 



Por Sara Ibrahim 



Alternativas veganas à carne estão ganhando cada vez mais popularidade entre os consumidores que se preocupam com o meio ambiente – e que estão dispostos a pagar um pouco mais. Uma startup suíça acredita que pode não apenas reproduzir o sabor da carne, mas ainda melhorá-lo. Acompanhe nossa repórter Sara Ibrahim na segunda etapa de sua jornada para se tornar vegana. 

A primeira vez que comi uma linguiça vegana fiquei muito decepcionada. Não tinha gosto de carne – ou, aliás, de soja ou fécula de batata, como indicavam os ingredientes. Tinha gosto de um pedaço de plástico torrado. Isso foi há cinco anos, admito. Enquanto isso, a tecnologia de alimentos vem avançando a passos largos, impulsionada pela crescente demanda dos consumidores. Agora, imitações de pastrami e cordon bleu estão começando a se aproximar dos originais em termos de aparência e sabor. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...