28 de jan. de 2022

A Ciência é de quem paga





A Infalibilidade dos sacerdotes seculares.

Os secularistas cientificistas (relativistas, niilistas, e toda sorte de párias sociais notáveis) vivem nos dizendo que somente o progresso pelo progresso nos salvará – a bendita Ciência baseada nos valores secos da perpetuação nesta vida terrena. Eles, que têm horror ao debate filosófico, porque ele revela mais do que aquilo que suportam mas promovem os avanços científicos como verdades filosóficas para validar a sua própria (filosofia); nos dizem que o progresso prova a falta de necessidade de explicações mais profundas, e que deveríamos confraternizar uns com os outros esse espírito do tempo. Sendo assim, promover um completo abandono dos absolutos morais, tudo em busca de uma felicidade coletiva baseada nas conquistas e avanços que melhoram os aspectos de nossas vidas, que apelam aos nossos sentidos, nossas necessidades, e que ignora todo resto. Puro progresso pela realização e satisfação do homem. 

Multiculturalismo e ilusionismo midiático




Somos, a princípio, todos seres sensoriais somente, e desde pequenos recebemos os estímulos certos para conseguirmos evoluir (no sentido prático) e crescer mais aptos. Isso nos ajuda a compreender melhor o mundo a nossa volta, a sobrevivermos principalmente socialmente. Adquirimos intelecto, e aprendemos a discernir intenções. Porém, nem tudo o que apela aos sentidos, as necessidades, faz bem, por exemplo: ser bombardeado por um conceito, ou uma marca o tempo todo não é bom. As técnicas de exposição de certas ideias ou produtos por meio da propaganda são muitas vezes extravagantes para nós, mas nós temos em mente no nosso consciente a existência daquele produto, ou daquela ideia, quando por coincidência tivermos que tomar alguma atitude que se relacione com ela. 

Quando rejeitamos um produto e seu marketing, nós fazemos isso porque não atribuímos valor. Mas no mundo moderno isso mudou abruptamente: hoje os algoritmos sabem exatamente como extrair de você aquilo que você deseja, ou aquilo que já tem, e que cedo ou mais tarde terá de trocar; uma mistura do conceito de Pirâmide de Maslow e Merchandising.  

Vice-presidente americana Kamala Harris vai até a posse da recém-eleita presidente socialista de Honduras

Xiomara Castro e Kamala Harris



Honduras viveu dias melhores sob Juan Orlando Hernández, que manteve o país desalinhado do Chavismo por bastante tempo. Outrora um país que quase se tornou satélite de Cuba, Honduras escapou milagrosamente em 2009, graças a ação dos militares e da justiça hondurenha. Manuel Zelaya, ex-presidente deposto do país, era tido como um liberal, por conta de sua filiação partidária ao Partido Liberal e de sua sucessora (sua mulher), Xiomara, que também faz parte deste partido, porém, tal como Zelaya, ela defende uma relação próxima ao Chavismo. Kamala Harris, que tem visitado países centro-americanos com a desculpa de saber as causas profundas da imigração – que segundo ela, não tem a ver com questões econômicas – tem feito mais coisas no contrário, do que em favor da causa (de diminuir o fenômeno). Ela tem sido acusada de tentar minar governos de direita centro-americanos, e mostrar um alinhamento com partidários de extrema-esquerda nessa região, inclusive com a nomeação de juízes progressistas corruptos, que facilitem a legalização do aborto

Zelaya é fisiologista, e como tal, viveu de subornar funcionários públicos e promotores para se manter no poder. Hugo Chávez, percebendo sua ganância e seu fisiologismo, aproveitou-se para se aproximar do líder corrupto cooptando-o para a ALBA. Em pouco tempo, o líder hondurenho daria a Chávez muitas concessões nessa relação. Obviamente elas não vieram sem custo, pois o preço de Zelaya era uns 100 milhões. Em troca Zelaya ajudaria Chávez no comércio de drogas, e permitiria a ação de grupos do narcotráfico pra transportar com maior facilidade drogas para os Estados Unidos. Zelaya, claro, nega as acusações.

26 de jan. de 2022

300.000 britânicos vivem com problemas cardíacos que podem matar em cinco anos




GBN, 26/01/2022 



Por Ian Nicholson



Sem tratamento imediato, estima-se que até 172.859 (59% dos 300.000) morrerão de estenose da válvula aórtica nos próximos cinco anos até 2024

Cerca de 300.000 britânicos estão vivendo com uma doença furtiva que pode matá-los em cinco anos, alertaram médicos.

30% dessas pessoas provavelmente não têm ideia de que são afetadas, pois não apresentam sintomas claros.

A Comissão Europeia admite que retém os fundos de ajuda econômica da Hungria por suas políticas conservadoras




LDD, 26/01/2022 



Por Sérgio Velasco 



O dinheiro que corresponde à Hungria do fundo de recuperação econômica da COVID-19 está retido há quase um ano pelas autoridades europeias, devido à aprovação de uma lei de proteção à criança, segundo o comissário Paolo Gentiloni.

A União Europeia (UE) anunciou em setembro passado a paralisação total da entrega de fundos de recuperação à Hungria , o dinheiro que foi distribuído entre todos os seus membros para enfrentar a crise gerada pela pandemia.

É importante esclarecer que esse dinheiro é arrecadado por meio de transferências anuais dos países membros para o Conselho Europeu, portanto, definitivamente não é um subsídio, mas uma retribuição pela taxa paga em tempo hábil.

Algo está terrivelmente errado em Quebec, também conhecido como Inferno Pandêmico




VC, 24/01/2022 



A província canadense de Quebec possui uma das maiores taxas de vacinação do mundo. Também possui outro título: bloqueios mais severos e medidas sanitárias mais opressivas do mundo. Aqui está uma vislumbre na vida em Quebec agora.

Minha família imigrou para o Canadá há mais de 40 anos para escapar da guerra civil libanesa. Este país vasto e frio acabou por ser um lugar maravilhoso de boas-vindas e oportunidade que permitiu a todos florescer e prosperar. Nasci e cresci no Canadá e sempre tive orgulho e apreço por esse fato. Na verdade, toda vez que ouço o hino nacional, sinto um leve calafrio quando ouço esta linha específica:

Deus guarde nossa terra gloriosa e livre!

25 de jan. de 2022

Conselho do FMI pede que El Salvador elimine o bitcoin como moeda legal



LPG, 25/01/2022 



A diretoria do órgão fez o alerta através da observação do Artigo IV para grandes riscos associados ao uso de criptomoeda.

O Conselho Executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou na apresentação do Artigo IV com El Salvador, que existem grandes riscos associados ao uso do bitcoin na estabilidade financeira, integridade financeira e proteção do consumidor, bem como passivos contingentes fiscais associados.

O que é o Artigo 4 do FMI?

Como sabem, as consultas do Artigo IV do Fundo Monetário Internacional são um dos mais importantes instrumentos de monitoramento e vigilância do comportamento das principais variáveis ​​econômicas nos países membros

O que é o relatório do Artigo IV?

Durante uma consulta do Artigo IV, uma equipe de economistas do FMI visita um país para avaliar os desenvolvimentos econômicos e financeiros e discutir as políticas econômicas e financeiras do país com funcionários do governo e do banco central . ... Um resumo das opiniões do Conselho é posteriormente transmitido ao governo do país.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...