14 de fev de 2019

Suíça – mudanças para as famílias que praticam o Homeschooling: a esquerda suíça age!




SWI, 14 de fevereiro de 2019







Há 1.000 crianças sendo educadas em casa na Suíça, 600 delas no cantão suíço ocidental de Vaud. Mas as regras ali poderiam ser reforçadas, o que afetará famílias como os Bydes, que estudam em casa. 

Na Suíça, a educação é regulada pelos cantões, o que significa que existem diferenças em todo o país, apesar dos movimentos recentes para harmonizar o sistema de ensino. Os alunos ensinados em casa têm que passar por testes regulares em matemática e francês ou alemão. Os inspetores visitam suas casas pelo menos uma vez por ano para verificar se as crianças atendem aos padrões estabelecidos. 



Há propostas para revisar a lei do cantão de Vaud, que pode exigir que os pais praticante de Homeschooling tenham qualificações docentes no futuro. Julien Schekter, um porta-voz do governo cantonal de Vaud, explicou: “Essa revisão especificará a estrutura dentro da qual a educação escolar em casa deve ser fornecida a fim de garantir que seja fornecida a educação básica suficiente”. Mais sobre isso será conhecido sobre essas mudanças até o final do verão. 

Conheça os Bydes: uma família praticante de Homeschooling. 

Os Bydes moram em Echallens, no cantão de Vaud, e estão ensinando três de seus quatro filhos em casa. Seu filho mais velho também foi educado em casa e agora terminou sua educação. Os pais John, professor de necessidades especiais, e Sophie, psicóloga, são cidadãos britânicos e suíços. As crianças conhecem outras pessoas da mesma idade através de clubes e associações. Uma das razões para ensinar a filha Clara em casa era ajuda-la a superar a dislexia severa. 

Embora os Bydes não se arrependam da decisão de tirar os filhos da escola, Sophie admite que ela tem muito pouco tempo para si mesma nos dias de hoje. John diz: “Nós fizemos bem em nossas inspeções. Achamos que sabemos que é melhor para nossos filhos. Iremos até onde pudermos legalmente resistir a qualquer intervenção do Estado”. 

A família está colaborando com o cantão como membros da Vaud Homeschooling Association, que está envolvida no processo de consulta para mudanças nas leis de educação. 

Oposição dos professores. 

Franziska Peterhans, porta-voz da Associação dos Professores na Suíça [sindicato], LCH, diz que sua organização se opõe à educação escolar em casa por uma série de razões. 

Nem toda família pode arcar com os recursos necessários para ensinar seus filhos em casa, por isso cria desigualdades na sociedade. Muitas crianças que estudam em casa têm menos interação com seus pares fora do âmbito familiar, por isso são menos socializadas”. Ela acredita que, se os cantões como os de Vaud insistirem que os pais que dão ensino escolar em casa têm qualificações docentes, isso poderia comprometer a qualidade da educação em casa. 

Há argumentos de ambos os lados do debate. O Centro Nacional para Estatísticas da Educação nos Estados Unidos realizou quatro estudos com dados sobre o ensino domiciliar, e alguns dos prós e contras resultantes do ensino de crianças em casa estão resumidos abaixo. 



Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...