Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Comunismo. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Comunismo. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

4 de mai. de 2018

O chefe da Comissão Europeia celebra junto com a China e a Alemanha os 200 anos do psicopata Karl Marx

Jean Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia. 



Euronews, 04 de maio de 2018





A China também quis assinalar a efémeride e ofereceu à cidade natal de Marx uma estátua do filósofo com 5 metros de altura e duas toneladas de peso.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker também participou nas celebrações e lembrou que o filósofo não tem culpa dos crimes que os seguidores cometeram décadas depois de ter morrido:
"Karl Marx foi um filósofo que pensava o futuro e tinha aspirações criativas, e hoje é acusado de coisas das quais não é responsável e que não causou. Muito do que escreveu foi entretanto reescrito em sentido contrário aos das suas ideias".

3 de jul. de 2016

Comunismo e Nazismo: farinha do mesmo saco

Capa do livro “The Devil in History: Communism, Fascism and Some Lessons of the Twentieth Century”, do professor Vladimir Tismaneanu 



Epoch Times, publicado em 16/01/2014 - Atualizado em 03/072016. 








O general Ion Mihai Pacepa analisa o livro definitivo sobre duas “pestes bubônicas”


O artigo abaixo foi publicado no World Net Daily em 8 de julho de 2013. O autor é o general Ion Mihai Pacepa, o oficial de mais alta patente do bloco comunista que obteve asilo político nos Estados Unidos. O seu livro, Disinformation, em coautoria com o professor Ronald Rychlak, foi publicado pelo WND Books em junho de 2013.

Comunismo e Nazismo: dois monstros idênticos

O livro “The Devil in History: Communism, Fascism and Some Lessons of the Twentieth Century”, do professor Vladimir Tismaneanu, é o livro definitivo sobre estas duas pestes bubônicas. Extremamente documentado e elegantemente escrito, traz à luz não apenas as semelhanças ideológicas entre fascismo e comunismo mas também os métodos de manipulação semelhantes usados por ambos para criar movimentos de massa destinados a fins apocalípticos.

6 de mar. de 2017

Comunismo: um beco sem saída

Um proprietário de terras chinês é executado por um soldado comunista em Fukang, China. (Domínio público)



Epoch Times, 06 de março de 2017. 






As pessoas naturalmente procuram um caminho para seguirem. Em tempos antigos e modernos, os seres humanos têm procurado um caminho que os conduza a uma vida saudável, mais feliz e melhor em todos os sentidos.

O comunismo não é uma via que ofereça um caminho a se seguir. Um caminho pode ser julgado por seus frutos e pelo caráter de suas figuras principais.

O comunismo tem sido posto em prática por mais de 100 anos por centenas de milhões de pessoas e os resultados são sempre os mesmos: seus frutos são morte, destruição e desespero.

21 de dez. de 2017

Parlamento da Polônia condena ideologia e consequências da Revolução Bolchevique



Epoch Times, 20 de dezembro de 2017. 






No dia 7 de novembro, o aniversário de 100 anos do início da Revolução Bolchevique na Rússia, o parlamentar polonês Jozef Brynkus submeteu ao líder do Sejm, a câmara inferior do Parlamento da Polônia, um projeto de resolução que condena a ideologia e as consequências da Revolução Bolchevique. O Sejm aprovou a resolução em 24 de novembro.

A resolução traça os efeitos do comunismo no mundo, desde a Revolução Bolchevique até hoje, com ênfase especial em seus efeitos na Polônia.

22 de ago. de 2018

Os ingênuos defensores de teorias socialistas precisam acordar para a realidade

Multidão se aglomera na Praça da Vitória, em Bucareste, na Romênia, no 32º aniversário da Revolução Russa



Epoch Times, 22 de agosto de 2018 



Por Ilena Johnson 


Socialismo e comunismo criam sociedades repressivas


Na adolescência, eu tinha que frequentar todos os anos aulas de doutrinação sobre “socialismo científico.” Essa ciência artificial foi inventada por Karl Marx e Friedrich Engels como uma teoria para explicar o processo de transformar a sociedade do capitalismo ao comunismo, definindo as “leis” da revolução que ocorreria e descrevendo as táticas que seriam utilizadas pelo “proletariado” contra a “burguesia”.

Eu vi meus colegas quase dormindo em suas carteiras, sabendo perfeitamente bem que a teoria que era discutida na aula não tinha nada a ver com a realidade.

24 de mai. de 2017

Comunismo: a ideologia que causou mais mortes no século XX

Mao Tsé-Tung, Josef Stalin, Pol Pot 



Epoch Times, 24 de maio de 2017. 



Por Jim Liao



O Holocausto de Adolf Hitler é uma atrocidade bem conhecida, mas as nefastas cifras de mortes contabilizadas nas revoluções comunistas são bem maiores

Dentre todas as pragas que devastaram a humanidade, da Peste Negra ao câncer, uma das mais mortais foi uma ideia virulenta que se apropriou de milhões de almas: o comunismo.

O comunismo, nega a existência da alma, e seus adeptos normalmente punem aqueles que disserem o contrário. A truculenta obra de Karl Marx, o Manifesto Comunista, prometia a utopia na Terra. Tudo o que precisava ser feito era modificar a sociedade e desbancar a classe dominante pela via da revolução violenta. O caminho para o paraíso era vermelho, erigido sobre uma nova ordem social modelada pela destruição das crenças tradicionais, estruturas sociais, propriedade privada e governo.

11 de mai. de 2022

Governador DeSantis (Flórida) manda ensinar nas escolas sobre os crimes do Comunismo




FP, 11/05/2022 



Por Daniel Greenfield 



Há muitos faladores, mas o governador Ron DeSantis está dando uma aula de como realmente lutar contra a esquerda, não apenas falando sobre isso.

Não basta tentar empurrar a teoria crítica racial e a ideologia de gênero para fora das escolas. A grande questão é o que os substitui. Não basta expulsar o ruim, é preciso substituí-lo pelo bom. E você tem que lutar contra a esquerda, em vez de ficar atolado na defensiva sobre tentar manter seus tópicos e agendas fora das salas de aula.

11 de abr. de 2019

A “igualdade” socialista é uma mentira contada pelos tiranos





Epoch Times, 10 de abril de 2019 




Por Joshua Philipp




Durante os últimos 100 anos, o socialismo e seus tiranos que procuraram criar sistemas comunistas produziram fome, genocídio, totalitarismo, corrupção massiva, colapso moral e social em quase todos os lugares onde tentaram implementá-lo

Quando Karl Marx imaginou o socialismo, foi apenas um estágio da ditadura tirânica que naturalmente entraria em colapso para dar lugar ao comunismo.

Na época de Marx, ainda não havia país socialista ou comunista. O socialismo era simplesmente considerado o estágio do “capitalismo de estado”, no qual o Estado toma o controle de todos os meios de produção para alcançar mais rapidamente os objetivos comunistas de destruição moral, cultural e social.

18 de ago. de 2017

Fundação faz campanha pela remoção da estátua de Che Guevara na Argentina

Estátua de Guevara na cidade de Rosario, Argentina



Epoch Times, 18 de agosto de 2017 






"Nós não queremos que nossos impostos sejam gastos nisso", disse Federico Fernández, presidente e fundador da Fundação Bases

O que começou como propósito local de remover uma estátua de Che Guevara em Rosario, na Argentina, transformou-se em campanha mundial para conscientização dos crimes cometidos por Che e o legado assassino do comunismo que ele ajudou a implantar na América Latina.

A Fundação Bases iniciou uma campanha para colher assinaturas a favor de remover o monumento e homenagens a “Che” na cidade que o viu nascer.

16 de mai. de 2018

O projeto europeu e Karl Marx


Um estátua de bronze de Karl Marx, doada pela China para comemorar os 200 anos do nascimento do pensador alemão, é revelada em sua cidade natal de Trier, na Alemanha, em 5 de maio de 2018 



Epoch Times, 16 de maio de 2018. 



Por Miriam Lexmann



União Europeia está perdendo seu compasso moral?

Jean-Claude Juncker, o presidente da Comissão Europeia, apareceu recentemente em Trier, a cidade natal de Karl Marx, para homenagear sua memória. Isto foi seguido por uma série de exposições, incluindo a inauguração de uma gigantesca estátua de Marx, doada pelo regime chinês, para comemorar o 200º aniversário do criador do comunismo moderno.

Vir de um país que experimentou o marxismo na prática – como eu, sendo da Eslováquia – é estremecer com essa bajulação. O que significa, ou pressagia, quando Juncker honra um arquiteto da tirania e da opressão coletivista num momento em que muitas democracias enfrentam dificuldades?

15 de set. de 2018

Marxismo cultural: como o pensamento marxista penetrou na cultura de hoje




Epoch Times, 14 de setembro de 2018 



Por Cid Lazarou



A luta de classes pode ser aplicada a qualquer coisa, dos homossexuais contra os heterossexuais, homem contra mulher, cisgênero contra não-cisgênero, transgênero contra heteronormativo, negros contra brancos, e onde quer que uma divisão possa ser estimulada

Na cultura de hoje, a esquerda moderna domina as discussões sobre os temas de direitos dos homossexuais, ambientalismo, assuntos trans, mulheres no trabalho, multiculturalismo, diversidade racial, os quadrinhos da DC e da Marvel, Hollywood, Sillicon Valley, a NFL, arte pós-moderna — a lista continua em uma amostra infinita de lugares comuns da justiça social e sinais de virtude.

9 de abr. de 2017

A ideologia sinistra que orienta a liderança da Coreia do Norte

Norte-coreanos visitam a colina de Mansu na capital de Pyongyang diante das estátuas dos líderes Kim Il-sung e Kim Jong-il no primeiro aniversário da morte de Kim Jong-il em 17 de dezembro de 2012. 


EpochTimes, 07 de abril de 2017. 






Examinando as raízes comunistas do Estado isolado

Diferentemente da União Soviética, que desmoronou e se dividiu em mais de uma dúzia de nações não comunistas, ou da China, cujos líderes mantêm o regime e a ideologia do Partido Comunista mas introduziram mercados capitalistas e permitem a interação com o mundo exterior, a Coreia do Norte permanece como um Estado totalitário isolado, enquanto entra e sai das manchetes de notícias ameaçando usar armas nucleares e mísseis balísticos.

6 de mar. de 2016

A Verdadeira História do Comunismo Soviético

A Verdadeira História do Comunismo Soviético: Porque Matar é Fundamental (Documentário Completo)








Por Consciência Patriótica



Conheça o que é o socialismo/comunismo!

Documentário sobre os crimes cometidos pelos socialistas na União Soviética e como são justificados e aclamados como Heróis atualmente.

15 de jan. de 2018

Comunismo na China impôs o sacrifício de 400 milhões de vidas através do aborto




Gospel Notícias, 15 de janeiro de 2018. 



A China é o país mais populoso do planeta, com 1,379 bilhão de habitantes. Ao longo dos últimos anos, o comunismo adotado como modelo político pelo país impôs o aborto como metologia de controle de natalidade, já que a lei proibia mais de um filho por casal. O resultado dessa política foi o massacre de mais de 400 milhões de bebês.

A lei de controle de natalidade tinha como propósito primário a redução do ritmo de aumento da população, mas o efeito colateral foi um incentivo à busca pelo aborto, já que muitas mulheres que já tinham dado à luz eram obrigadas a interromper uma segunda gestação.

12 de fev. de 2019

Como o espectro do comunismo está governando o nosso mundo – Capítulo 10




Epoch Times, 11 de fevereiro de 2019. 




O espectro do comunismo não desapareceu com a desintegração do Partido Comunista na Europa Oriental


Retornar ao Sumário

Capítulo 10: Usando a lei para o mal

26 de ago. de 2018

A comunistização da Nicarágua pela “esquerda católica”




IPCO, 26 de agosto de 2018 






Após a Revolução Sandinista tomar o Poder — o que só foi possível com o apoio da igreja progressista — e metamorfosear-se em “cristã”, tira agora máscara e mostra a sua verdadeira cara no terror

Noite Sandinista – Foi este o título de importante reportagem publicada por Catolicismo na edição de julho-agosto de 1980. Seguia-se ao título uma explicitação do conteúdo: O incitamento à guerrilha, que sandinistas “cristãos” dirigiram à esquerda católica no Brasil e na América espanhola.1 Bem documentada e ilustrada, continha comentários incisivos do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira sobre a Revolução Sandinista na Nicarágua, dentre os quais podemos ressaltar esta conclusão:

21 de mar. de 2017

Revolução russa de fevereiro: o caminho para uma tragédia de 100 anos

Rebeldes em São Petersburgo atiram na polícia imperial russa nos primeiros dias da Revolução de Fevereiro de 1917


Epoch Times, 21 de março de 2017. 


Por Leo Timm


A ascensão do bloco comunista foi um exercício de subversão, terror e assassinato em massa


Cerca de cem anos atrás, a 1ª Guerra Mundial estava em seus últimos e brutais anos. Milhões de homens morreram num massacre sem precedentes tornado possível pelos últimos avanços na tecnologia moderna.

Para a Rússia imperial, grandes baixas e derrotas humilhantes significavam dificuldades econômicas e desordem social em casa. E em março de 1917, o povo de São Petersburgo, a capital imperial, se levantou em revolta armada.

Após a violência dos dias seguintes matar 1.300 pessoas, o czar Nicolau II abdicou em favor de seu irmão, o Grão-Duque Michael Alexandrovich. Quando o duque não aceitou o trono, os rebeldes estabeleceram o Governo Provisório. Ele veio com a promessa de reformar o governo russo, e um voto popular foi planejado para determinar se a nação deveria permanecer uma monarquia ou se mudaria para o republicanismo.

2 de jan. de 2022

Os comunistas venceram a Guerra Fria



AG, 31 de Dezembro de 2021



Por Charles J. Urlacher 



Trinta anos atrás, em 25 de dezembro de 1991, Mikhail Gorbachev renunciou ao cargo de presidente soviético e comandante do Exército Vermelho. No final do ano seguinte, a União Soviética deixou de existir como entidade política. A aliança democrática das nações cristãs ocidentais “ganhou” a Guerra Fria. Os intelectuais ansiavam pelo fim da história . Os políticos prognosticaram sobre a ascensão de um mundo unipolar com os Estados Unidos liderando uma Nova Ordem Mundial .

No entanto, 30 anos depois, a discussão muda sobre este aniversário deve nos dizer algo. A discussão sobre a dissolução da União Soviética está marcadamente ausente de nossa conversa política atual. Nós realmente vencemos a Guerra Fria?

9 de jun. de 2017

As Raízes Revolucionárias da ONU

A Espada do Espírito, 26 de janeiro de 2006. 



As mentes radicais que estão por trás da Nova Ordem Mundial criaram um projeto socialista e totalitário de abrangência global. Rastreando os primeiros passos graduais rumo a um governo mundial, podemos encontrar o fundamento definido por uma mistura eclética de visionários socialistas, financistas globalistas, revolucionários comunistas, sociedades secretas, líderes da Nova Era, ricos capitalistas e suas fundações isentas de impostos.

"Locksley Hall" 
Alfred Lord Tennyson, 1842

Pois mergulhei no futuro tão profundamente quanto o olho humano consegue enxergar,
Tive a Visão do mundo e das maravilhas que viriam a ocorrer...

Até que os tambores de guerra não retumbassem mais e as bandeiras da batalha fossem enroladas.
No Parlamento do homem, na Federação do mundo.
Lá o senso comum da maioria regerá um reino inquieto em Temor, 
Que a amável terra adormecerá, embalada pela lei universal. [1, pág. 12].

As raízes das Nações Unidas — a parte mais visível do novo sistema administrativo global — podem ser comparadas às inúmeras raízes profundas e alastradas de uma videira tenaz. Alguns dos caules da raiz são curtos e superficiais. Outros são compridos e profundos, firmemente encaixados em poderosas instituições sociais, políticas e financeiras da Europa e da América do Norte, os quais — por diversas razões — compartilham da visão de Lord Tennyson de uma "federação do mundo".

13 de jun. de 2018

Armando a Comunidade Internacional — Parte 1: De 1900 a 1945

Armando a Comunidade Internacional — Parte 1: De 1900 a 1945




Autor: Carl Teichrib, Forcing Change, Volume 5, Edição 5.


Em um recente programa de rádio, fui questionado sobre as implicações internacionais de enviar forças para o espaço aéreo líbio. Embora eu não estivesse acompanhando as notícias minuto a minuto, a pergunta não me pegou desprevenido: R2P (Responsability To Protect) — a Responsabilidade de Proteger, também conhecida como Direito de Proteger.


Deixem-me dizer logo de início que não concordo com o governo inescrupuloso da Líbia, um governo que tem um histórico de repressão. De fato, a Jamairia (República) Árabe Popular e Socialista da Líbia (o nome oficial do país) está há muito tempo sob a liderança de um governante autoritário. Todavia, até alguns meses atrás, Muammar Gaddafi (ou Kadafi) e seu governo eram os queridinhos da comunidade internacional.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...