Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Grécia. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Grécia. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

26 de mai. de 2022

A Escalada de Agressões da Turquia contra a Grécia: 90 Sobrevoos em Um Único Dia



Gatestone, 25/05/2022 



Por Uzay Bulut 



Enquanto a invasão da Ucrânia pela Rússia desvia a atenção do mundo, a Turquia, membro da aliança da OTAN, assedia outro membro da OTAN, a Grécia, vizinha a oeste.

Caças turcos violaram o espaço aéreo grego 90 vezes em um único dia, em 15 de abril e sobrevoaram três ilhas gregas habitadas, de acordo com a mídia grega.

Caças turcos vêm de fato violando o espaço aéreo grego virtualmente o tempo todo, sem trégua desde o início do ano.

3 de set. de 2022

Erdogan ameaça Grécia




Euronews, 03/09/2022 



Recep Tayyip Erdogan ameaça a Grécia.

O presidente da Turquia afirmou que os helénicos vão pagar um "preço elevado" se continuarem a violar o espaço aéreo turco e a "assediar" aviões turcos no Mar Egeu. A ameaça foi feita durante um discurso numa feira de tecnologia na cidade de Samsun, onde estavam expostos drones armados de fabrico turco.

Ancara acusa, ainda, Atenas de "militarizar" as ilhas do Egeu, movimentando tropas e artilharia em ações que afirma violar os tratados de Lausana e Paris de 1923 e 1947.

Em junho, o Governo turco ameaçou mesmo "questionar a soberania grega" sobre as ilhas, enquanto a Grécia argumenta que tem o direito de se proteger contra a atitude "expansionista" da Turquia.

6 de nov. de 2018

Socialistas querem abolir toda menção ao cristianismo na Constituição grega



Gospel Notícias, 06 de novembro de 2018  



Por Jarbas Aragão 



Ateu declarado, primeiro-ministro Alex Tsipras trava disputa de poder com a Igreja Ortodoxa

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, do SYRIZA – coalizão política que se autodenomina socialista democrática – está encabeçando um movimento para que o Estado separe-se completamente da Igreja Ortodoxa Grega. Ele defende uma postura rígida de “neutralidade religiosa”, eliminando todas as referências ao cristianismo da Constituição grega.

No seu artigo 3, o texto constitucional afirma que a principal religião na Grécia é a “Igreja Ortodoxa de Cristo” e que “a Igreja da Grécia reconhece a Jesus Cristo como cabeça”.

18 de mar. de 2016

Primeiro-ministro turco refere-se a "dia histórico" após acordo com UE

Prólogo

Que acordo hein! Além de estarem dando dinheiro para a Turquia, que patrocina o terrorismo, agora estão pretendendo dar dinheiro à Grécia, uma espécie de Venezuela em pleno continente europeu. No fim os europeus que estavam tirando sarro da Grécia vão acabar pagando-lhe tributo. Cômico!

Ahmet Davutoglu com Donald Tusk e Jean-Claude Juncker


DN, 18 de março de 2016.


Acordo inclui medidas inéditas e controversas, como o reenvio para a Turquia de todos os novos migrantes irregulares que chegarem a Grécia a partir de 20 de março

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, referiu-se hoje a "um dia histórico" após ter assinado um acordo sobre a crise das migrações e dos refugiados com os 28 Estados-membros da União Europeia (UE).

21 de dez. de 2018

Grécia avisa a Turquia: “Se fizerem o menor movimento, nós os esmagaremos”





Voice of Europe, 21 de dezembro de 2018 






Advertências severas da Grécia para a Turquia. Palavras severas também foram recebidas em troca. O ministro da Defesa, Panos Kammenos, advertiu que Ancara pagaria pela violação do espaço aéreo grego por jatos trucos no Mar Egeu. 

O ministro disse isso enquanto visitava um posto militar na ilha de Leros, no Mar Egeu, “Se eles fizerem o menor movimento, nos os esmagaremos”, acrescentando que Atenas quer paz e harmonia, mas não “concederá um único centímetro” de sua terra. 

Suas palavras parecem alinhadas com o almirante Evangelos Apostolakis, chefe do Estado-Maior da Grécia, que disse: 

5 de mar. de 2016

O dia em que a União Europeia se desfez: Líderes se remoem no pior dia da crise de imigração

  



Express UK, 02 de março de 2016.



Por Nick Gutterige 



Com gás lacrimogêneo caindo sobre os tumultos dos imigrantes na Grécia e na frança, países brigam e discutem sobre quem deve assumir a culpa pela crise espiral que não parece dar sinais de desaceleração. 

Mais uma vez as divisões cavernosas entre os diferentes países da União Europeia foram postas a olhos nus para todos, com Angela Merkel com raiva tendo que defender o papel da Alemanha em meio aos ataques de outros estados membros. 

20 de mai. de 2016

Portugal – Refugiados chegarão em “voos quase diários” na última semana de Maio

Na madrugada de 7 de Março, dia da cimeira da UE com a Turquia, Portugal recebeu 64 refugiados




Público, 20 de maio de 2016.







Portugal é o terceiro país da Europa que mais refugiados acolheu no âmbito do programa de recolocação. O ritmo de chegadas vai aumentar e a frequência dos voos pode manter-se nas semanas seguintes.

A partir da próxima terça-feira, os voos com refugiados para Portugal provenientes da Grécia e da Itália passarão a ser "quase diários". As pessoas, que chegam com a garantia de receber o estatuto de refugiado ou de protecção humanitária, são esperadas em grupos de cerca de 30, segundo disse ao PÚBLICO Teresa Tito de Morais, presidente do Conselho Português para os Refugiados (CPR), uma das instituições que vão acolher e já acolhem pessoas vindas dos centros de triagem daqueles dois países europeus. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) confirmou entretanto que "a partir do dia 24 Maio prevê-se que, em algumas semanas, passe a haver mais do que uma chegada semanal". No dia 24, está prevista a chegada de 26 pessoas provenientes da Grécia. Para o dia seguinte, deverão chegar 30 refugiados de um voo da Itália.

1 de jun. de 2022

Grécia: Erdogan diz que Turquia não manterá conversações bilaterais com a Grécia



ETI, 01/06/2022 



O presidente turco, Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira a colegas não manterá mais conversas bilaterais com a Grécia, a mais recente reversão de suas políticas depois de ter retomado as negociações no ano passado para resolver suas diferenças no Mediterrâneo após um hiato de cinco anos.

Essas conversações tinham feito pouco progresso. Erdogan disse na semana passada que o primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis “não existe mais” para ele, acusando o líder grego de tentar bloquear as vendas de caças F-16 para a Turquia durante uma visita aos Estados Unidos.

A Turquia e a Grécia, ambas aliadas da OTAN, há muito estão em desacordo sobre uma série de questões, como fronteiras marítimas, extensão de suas plataformas continentais, espaço aéreo e o Chipre etnicamente dividido. [Reuters]

Artigos recomendados: Grécia e Turquia


Fonte:https://www.ekathimerini.com/news/1185757/erdogan-says-turkey-will-no-longer-hold-bilateral-talks-with-greece/?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter

17 de jun. de 2022

Grécia e Chipre evocam direito internacional contra ameaça da Turquia




Euronews, 17/06/2022 



Os líderes de governo da Grécia e de Chipre sublinharam esta sexta-feira, a Nicos Anastasiades, confiança no direito internacional perante a alegada provocação da Turquia.

O Presidente Recep Tayyp Erdogan ameaçou contestar a soberania helénica das ilhas do Mar Egeu, denunciando uma alegada militarização grega dessa região insular, contra o que diz ter ficado acordado em dois tratados, o de Lausana de 1923 e o de Paris de 1947.

19 de dez. de 2022

Governo da Grécia quer taxar petroleiras para reduzir os preços dos alimentos e subsidiar cidadãos




FIF, 19/12/20222 



Por Marc Cervera



19 de dezembro de 2022 --- Os líderes gregos planejam subsidiar 10% dos custos mensais com alimentos para 85% das famílias e mais de oito milhões de cidadãos de fevereiro a julho do próximo ano com dinheiro vindo da indústria do petróleo. A Grécia taxará duas refinarias de petróleo – Helleniq Energy e Motor Oil – para arrecadar cerca de € 650 milhões (US$ 691 milhões) para financiar esta iniciativa.

A inflação de alimentos na Grécia aumentou consistentemente mês após mês neste 2022 até atingir 15% em novembro – começando em 5,2% em janeiro – de acordo com o Serviço Nacional de Estatística da Grécia.

12 de set. de 2017

Crise Migratória Atinge a Espanha

Gatestone, 12 de setembro de 2017 


Por Soeren Kern


  • "Os maiores movimentos migratórios ainda estão por vir: a população da África dobrará nas próximas décadas. Um país como o Egito irá crescer e chegará aos 100 milhões de habitantes, a Nigéria a 400 milhões. Na era digital, com a internet e celulares, todo mundo sabe da nossa prosperidade e estilo de vida." − Gerd Müller, Ministro do Desenvolvimento da Alemanha.
  • "Os jovens têm celulares e veem o que está acontecendo em outras partes do mundo e isso age como um ímã." — Michael Møller, Diretor do Escritório das Nações Unidas em Genebra.
  • "Se não conseguirmos resolver os problemas centrais dos países africanos, dez, vinte, até mesmo trinta milhões de imigrantes chegarão à União Europeia nos próximos dez anos." — Antonio Tajani, Presidente do Parlamento Europeu.

A Espanha está prestes a ultrapassar a Grécia como segunda maior porta de entrada aos migrantes que ingressam na Europa pelo mar. O salto repentino da migração para a Espanha ocorre em meio a severas medidas restritivas ao tráfico de pessoas ao longo da rota marítima Líbia/Itália, hoje a principal porta de entrada de migração para a Europa.

O deslocamento para o oeste nas rotas de migração da Grécia e da Itália indica que a Espanha, situada apenas a 16 km da África por via marítima, poderá em breve estar no olho do furacão da crise migratória da Europa.

9 de mai. de 2016

"União Europeia continua a ser uma bicicleta, mas sem ar nos pneus"




DN, 08 de maio de 2016.



Por João Francisco Guerreiro


No Dia da Europa, Martin Schulz fala dos vários desafios que a UE enfrenta hoje: crise dos refugiados, recuperação económica fraca nos 28, controlos fronteiriços no espaço Schengen, terrorismo, referendo sobre o brexit ou o sempre preocupante problema da dívida da Grécia

66 anos depois da Declaração de Schuman [que lançou as bases do que é hoje a UE], ainda faz sentido afirmar que a UE é um espaço de paz, segurança e de desenvolvimento económico?

12 de mai. de 2017

Europa: Mais Migrantes Chegando

Gatestone, 12 de maio de 2017.



Por Soeren Kern



  • "Considerando a ordem pública e a segurança interna, eu simplesmente preciso saber quem está vindo para o nosso país", Ministro do Interior Austríaco Wolfgang Sobotka.
  • A Turquia parece determinada a inundar a Europa com migrantes, qualquer que seja a situação: com a permissão da Europa por meio da livre movimentação, isenta de vistos ou então sem a permissão da Europa, como retribuição por não terem providenciado a isenção de vistos.
  • A maioria esmagadora dos migrantes que aportam na Itália é de migrantes econômicos em busca de uma vida melhor na Europa. Aparentemente apenas um número muito reduzido é realmente formado de candidatos a asilo legítimos ou refugiados de zonas de guerra.
  • O diretor do Escritório das Nações Unidas em Genebra, Michael Møller, alertou que a Europa deve se preparar para a chegada de milhões de migrantes da África, Ásia e Oriente Médio.

A União Europeia instou seus estados membros a levantarem o controle de fronteiras - introduzido no auge da crise migratória em Setembro de 2015 - nos próximos seis meses.

A volta das fronteiras abertas, o que permitiria a livre movimentação sem necessidade de passaporte por toda a UE, surge justamente quando o número de migrantes que estão atravessando o Mediterrâneo continua aumentando e quando as autoridades turcas estão ameaçando voltar atrás no tocante às fronteiras, que diminuiu o fluxo de migrantes da Turquia para a Europa.

21 de fev. de 2018

Turquia Ameaça Invadir a Grécia

Gatestone, 21 de fevereiro de 2018. 



Por Uzay Bulut



  • O partido do governo da Turquia e até grande parcela da oposição parece inclinada, para não dizer obcecada, com a invasão e conquista dessas ilhas gregas, sob a alegação de que elas na realidade são território turco.
  • "O que fizemos até o presente momento não é nada se comparado com as investidas e ataques ainda maiores que estamos planejando para os próximos dias, inshallah (se Alá assim o desejar)" - Presidente da Turquia Recep Tayyip Erdoğan, 12 de fevereiro de 2018.
  • O chefe do Conselho Administrativo para Assuntos Religiosos, financiado pelo Estado Diyanet retrata abertamente a recente invasão militar turca em Afrin como "jihad." A denominação faz sentido se considerarmos que os turcos muçulmanos devem sua maioria demográfica na Ásia Menor a séculos de perseguição e discriminação turca contra os habitantes cristãos, yazidis e judeus da região.

Em um incidente ocorrido há menos de duas semanas, após o Ministério da Defesa da Grécia ter divulgado um comunicado segundo o qual a Turquia havia violado 138 vezes o espaço aéreo grego em um único dia, em 13 de fevereiro uma embarcação da guarda costeira turca abalroou uma embarcação da guarda costeira grega no litoral de Imia, uma das muitas ilhas gregas sobre as quais a Turquia reivindica soberania.

9 de mar. de 2016

ONU alerta que plano para refugiados pode ser ilegal



DN, 09 de março de 2016


Acordo só deverá ser fechado no Conselho Europeu de dias 17 e 18. Ideia inicial prevê possibilidade de enviar migrantes ilegais e refugiados da Grécia para a Turquia

O princípio de acordo obtido na madrugada de ontem entre a União Europeia e a Turquia pode vir a ser declarado ilegal. O alerta veio das Nações Unidas e de várias organizações humanitárias, que criticaram de forma dura a intenção de enviar para território turco migrantes e refugiados que entraram na UE pela Grécia.

25 de abr. de 2018

Turquia rejeita libertar militares gregos

Foto meramente ilustrativa


Euronews, 25 de abril de 2018. 


Por Luis Guita


Um juiz turco no tribunal de Adrianoupolis/Edirne rejeitou um pedido de libertação imediata apresentado pelos advogados dos dois oficiais gregos detidos na Turquia.

Este é o terceiro pedido rejeitado desde 1º de março, dia em que os dois militares gregos foram presos por terem entrado em território turco. A Grécia afirma que os dois militares entraram na Turquia acidentalmente.

9 de abr. de 2016

Devolução de refugiados será analisada individualmente, diz Merkel

Ângela Merkel. 


DN, 09 de abril de 2016.




Chanceler alemã comentou denúncias das ONG que abandonaram trabalho na Grécia em protesto pelo acordo UE-Turquia

A chanceler alemã Ângela Merkel lembrou hoje que o acordo para a devolução de requerentes de asilo respeita as regras do Estado de direito, logo cada caso será estudado individualmente antes de se decidir a deportação de um refugiado.

Na sua mensagem em vídeo semanal, Merkel refere-se às denúncias das Organizações Não-Governamentais (ONG) que abandonaram o seu trabalho na Grécia em protesto contra o acordo entre a União Europeia (UE) e a Turquia e contra a situação nos campos de detenção criados no país para gerir as devoluções.

23 de ago. de 2016

Soldados turcos refugiados na Grécia temem pela vida




Euronews, 22 de agosto de 2016. 


Em Atenas prossegue a audiência dos militares turcos que pediram asilo na Grécia após o golpe de Estado frustrado de 15 de julho, e cuja extradição é solicitada por Âncara.

O advogado de defesa declarou que os oito desertores temiam pelas suas vidas se chegarem a ser extraditados para a Turquia e receiam a tortura e mesmo a reinstauração da pena de morte.

18 de jun. de 2018

Grécia e Macedônia assinam o acordo histórico sobre nome da antiga república Jugoslava




Euronews, 17 de junho de 2018 



Grécia e Macedónia assinam o acordo histórico que visa alterar o nome da antiga república Jugoslava para "República da Macedónia do Norte".

O acordo foi firmado, este domingo, pelos ministros dos Negócios Estrangeiros dos dois países nas margens do Lago Prespes, na fronteira entre Grécia, Albânia e Macedónia e, ainda, pelo mediador especial das Nações Unidas, Matthew Nimetz. Presentes estiveram Alexis Tsipras e Zoran Zaev.

13 de mai. de 2022

Turquia contra Suécia e Finlândia na OTAN/NATO




Euronews, 13/05/2022 



Por Ricardo Figueira 



Os partidos representados no parlamento sueco são unânimes: Se o país se juntar à NATO, isso vai fazer do Norte da Europa um lugar mais seguro. São essas as palavras exatas do relatório de segurança escrito conjuntamente pelos oito partidos antes do pedido formal de adesão da Suécia à Aliança Atlântica. O relatório diz que, mesmo se este passo pode despertar a ira da Rússia, as vantagens são superiores ao risco que o país enfrenta estando fora da Aliança e não abrangido pelo Artigo 5, que prevê a proteção dos países membros em caso de ataque por um país externo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...