21 de dez de 2018

Confeiteiro cristão Jack Phillips vai ao tribunal outra vez depois de se recusar a fazer um bolo com a temática transgênero




CP, 20 de dezembro de 2018






O confeiteiro cristão Jack Phillips está sendo processado pelo estado do Colorado, e está discutindo com os seus advogados que ele não tem escolha a não ser se defender dessas novas ameaças. 

Phillips, que no início do ano venceu uma batalha na Suprema Corte por se recusar a fazer bolos de “casamento” gay contra suas convicções religiosas, entrou com um processo contra as mais recentes ameaças do Estado de puni-lo por se recusar a fazer um bolo com temática transgênero. 

Neste momento, ele é apenas um cara que está tentando voltar à vida. O problema é que o Estado do Colorado não o deixa”, disse o advogado da Alliance Defending Freedom, Jim Campbell, representando a Phillips, segundo a Associated Press


A Comissão de Direitos Civis do Colorado argumentou que Phillips discriminou o advogado de Denver, Autumn Scardina, que queria que o padeiro fizesse um bolo no ano passado, azul por fora e rosa por dentro. A sobremesa foi feita para simbolizar a transição de Scardina de um homem para uma mulher. 

Os advogados de Phillips dizem que seu cliente “acredita em uma convicção religiosa de que o sexo – o status de ser homem ou mulher – é dado por Deus, é biologicamente determinado, não é determinado por percepções ou sentimentos e não pode ser escolhido ou mudado”. 

O processo pede $ 100.000 em indenizações punitivas de Aubrey Elenis, diretor da Divisão de Direitos Civis do Colorado, por continuar violando o direito da Primeira Emenda de praticar sua fé e o direito da 14ª Emenda a igual proteção. 

A Procuradora-Geral Cynthia Coffman pediu que o processo seja arquivado devido aos esforços do Estado para impor o seu pedido contra Phillips. 

O vice-procurador-geral LeeAnn Morril disse ao juiz Wiley Y. Daniel que a comissão está analisando as leis antidiscriminação que alegam que Phillips está violando e insistiu que o caso não é sobre religião. 

Estou inclinado a negar a moção de extinção”, disse Daniel. 

Outra audiência no caso está marcada para fevereiro. 

Como a ADF explica em seu site, Phillips se recusou a fazer vários bolos que vão contra as suas crenças, incluindo aqueles sobre o uso de drogas e aqueles com material sexualmente explícito e imagens satânicas. 

Notando que as “mesmas agências estatais decidiram ir atrás dele uma segunda vez” depois de perder na Suprema Corte, a ADF argumentou: “Se isso não é hostilidade do governo em relação às pessoas de fé, o que é então?”. 

Depois de passar seis anos em sua primeira batalha legal, Jack enfrenta a desanimadora realidade de que o seu negócio está mais uma vez em risco. Tudo porque algumas autoridades estaduais discordam do seu desejo de viver sua fé”, disse o grupo. 

Jack não teve escolha a não ser abrir um processo federal para se defender desse ataque. Ele não deveria temer a punição do governo por sua fé quando abre sua confeitaria todos os dias. Mas parece que o Colorado não vai parar de assediá-lo até que ele feche ou concorde em infringir a sua fé”. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...