5 de dez de 2016

Suécia – a polícia ordenou: deixe para lá os crimes cotidianos




Speisa, 04-05 de dezembro de 2016. 



Suécia – os muitos assassinatos em Malmo têm consequências em todo o município de Skane. Agora, as autoridades policiais admitem que as investigações dos crimes cotidianos estão sendo abandonadas, uma capitulação que coloca Malmo à beira da anarquia. As prioridades da polícia são agora descritas como aleatórias. 

Durante meses, a polícia em Skane foi pressionada por um número recorde de assassinatos, tiroteios e uma reorganização ainda em curso. 

Acima de tudo Malmo tem sido duramente atingida, mas também o resto de Skane. A polícia admitiu que algumas investigações criminais sofrerão, mas não deixaram claro quais eles achavam aceitáveis para serem postas de lado para poder lidar com a grande onda de assassinatos, até agora. 

Há duas semanas, funcionários da polícia realizaram uma reunião de crise e a diretora regional Annika Stenberg prometeu um anúncio da capitulação aos policiais de Skane e ao público. Mas mais discussões internas foram necessárias em primeiro lugar. 

Annika Stenberg, então, saiu de férias semana passada. Mas o vice-diretor regional Jarl Holmstrom agora aponta três áreas que serão menos priorizadas: 

Investigações de crimes cotidianos: roubo, assalto e ameaças, e muito mais. 

Então temos que aceitar uma resposta em menor grau”, diz Holmstrom. 

O que isso significa para as pessoas afetadas pelo crime cotidiano? 

Existe o risco do seu caso ter de esperar mais tempo para ser investigado O prognóstico do êxito num caso como este está ligado às medidas de investigação aplicadas no âmbito do crime cometido. Cada prioridade que com que temos que lidar à custa das atividades de investigação do crime cotidiano reduz a possibilidade de ter um alto percentual de casos resolvidos.”


  • Prevenção criminal fora de Malmo. 


Para reduzir os impactos negativos causados pela falta de investigações de crimes cotidianos, os policiais da área e outros policiais que trabalham principalmente para prevenir crimes, são levados a investigar crimes cotidianos. Policiais da área também foram transferidos para Malmo para realizar tarefas simples em investigações de homicídio. 


  •  Controle das fronteiras. 


A fim de aumentar a presença da polícia em Malmo, o controle das fronteiras será feito. 

HD e Sydsvenskan disseram anteriormente que a polícia está sendo transferida da fronteira para Malmo. A informação agora diz que é equivalente a aproximadamente 13% da força de controle das fronteiras. 


  • Temporariamente


A crise é temporária, acredita Jarl Holmstrom. 

Devemos aceitar que teremos uma pressão de curto prazo sobre a quantidade de crimes. Mas precisamos trabalhar com bastante rapidez para alcançarmos os mesmos crimes do dia-a-dia, pois nós temos tido maus resultados de resolução de crimes. Os crimes graves que ocorrem são um desenvolvimento inaceitável, e agora tempos de mostrar que ambos podemos prevenir novos crimes desta natureza, e também resolver os casos, o que significa que as pessoas serão impedidas, e que serão condenadas”, diz ele para a HD.  

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...