16 de jul de 2016

Camboja espera receber US $600 milhões de ajuda da China em troca de apoio internacional

O primeiro-ministro do Camboja Hun Sen e sua esposa Bun Rany.






Asian Correspondent, 15 de julho de 2016. 




A China se comprometeu a disponibilizar ao governo cambojano, quase US $600 milhões em ajuda para desenvolver infraestruturas eleitorais, de educação e saúde em seu país. 

Em um comunicado sexta-feira, o primeiro-ministro Hun Sen disse que a ajuda foi finalizada depois que ele se reuniu com o seu homólogo chinês Li Keqiang na cimeira Ásia-Europa na Mongólia. 

A China é um aliado-chave e parceiro econômico do empobrecido Camboja. Pequim tem emprestado milhões de dólares em ajuda e investimento ao longo das últimas décadas, concedendo-lhes status comercial sem tarifas adicionais em itens comerciais. 

Em troca, o Camboja apoiará a China em fóruns internacionais, incluindo, sobre a disputa de Pequim com outros países do Sudeste Asiático no Mar do Sul da China


Em maio, o Banco Mundial anunciou que vai retomar o financiamento direto ao Camboja depois de suspender o financiamento de novos projetos de desenvolvimento no país há cinco anos. 

A instituição financeira internacional aprovou US $130 milhões em financiamento para quatro projetos envolvendo estradas, água, agricultura e saúde. 

Ele disse que houve uma pausa no financiamento de novos projetos desde 2011, mas não entrou em detalhes. O financiamento para projetos em curso não tinha parado. 

O banco havia cortado empréstimos como forma de protesto pelo despejo forçado de proprietário de terras à beira do lago em Phnom Penh, para dar lugar a um empreendimento de luxo, mesmo que ele [o ato do despejo] estivesse sendo feito para combater o roubo de terras. Não foi dada nenhuma razão para a retomada dos empréstimos, embora a disputa acerca do despejo continua sem ser resolvido. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...