7 de jun de 2018

Alemanha – Polícia está a procura de um requerente de asilo muçulmano pelo estupro e assassinato de uma adolescente judia




The Local De, 07 de junho de 2018 



Autoridades em Wiesbaden detiveram um homem suspeito de estuprar e assassinar um adolescente. Acredita-se que um segundo suspeito tenha fugido para o Iraque. 

A polícia confirmou na quinta-feira que um corpo descoberto no dia anterior em uma área de matagal fora da capital do estado de Hesse pertencia a Susanna F., de 14 anos. 

A adolescente estava desaparecida desde 22 de maio, quando ela deixou de aparecer em casa dpeois de encontrar amigos no centro da cidade de Wiesbaden. 


Várias declarações de testemunhas indicam que Susanna F. Havia sido vítima de um crime. 

Achim Thoma, o promotor principal do caso, disse que Susanna havia sido estrangulada até a morte e que havia evidências de que ela havia sido estuprada. 

A polícia deteve um requerente de asilo de 35 anos com cidadania turca, sob a suspeita de estar envolvido no crime brutal. Acredita-se que outro suspeito, um iraquiano de 20 anos, tenha fugido para o seu país de origem com toda a sua família. Segundo o Die Welt, a família usou dois conjuntos diferentes de documentos de identidade para voltar para casa pelo aeroporto de Istambul. 

O avanço no caso ocorreu quando um requerente de asilo de 13 anos forneceu provas à polícia. Não está claro qual a relação ele tinha com os dois suspeitos. 


Acredita-se que a família iraquiana tenha entrado na Alemanha durante a onda de refugiados no final de 2015. 

Diversos estupros e assassinatos brutais levantaram debates na Alemanha sobre se as chegadas em massa de refugiados em 2015 e 2016 tornaram o país mais perigoso para as mulheres. 

No início deste ano, um refugiado do Afeganistão foi considerado culpado de estuprar e assassinar uma estudante em Freiburg. Enquanto isso, dois jovens afegãos estão aguardando julgamento em casos separados sobre esfaqueamento e morte de garotas adolescentes. 

Em Munique, começou o julgamento em março de um requerente de asilo turco acusado de estuprar e agredir um atleta no parque English Garden da cidade. 

Enquanto o partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha afirma que os crimes são uma evidência de que a Alemanha não deveria receber imigrantes de sociedades muçulmanas, grupos liberais disseram que os crimes não deveriam ser usados para lançar suspeitas sobre grupos étnicos e religiosos inteiros
Nota: o The Local não menciona o fato da adolescente ser judia. O hiperlink no nome da vítima leva ao The Times of Israel, que declara sucintamente que ela era judia, e o fato de que inicialmente os meios de comunicação alemães não terem dito que ela era judia. Por algum motivo, os meios de comunicação alemães não querem que isso se torne público, pelo menos por enquanto... eu acho. 
Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...