10 de abr de 2019

Peru – tribunal ordena que o ex-presidente Kuczynski fique preso preventivamente por 10 dias





NTN24, 10 de abril de 2019 





O Terceiro Tribunal de Investigação Preliminar ordenou a detenção preventiva de 10 dias contra o ex-presidente Pedro Pablo Kuczynski.

O Poder Judiciário peruano ordenou na quarta-feira a detenção de dez dias do ex-presidente peruano Pedro Pablo Kuczynski, informou a agência de notícias AFP. 

O mandado de prisão vem como parte de uma investigação sobre o alegado crime de lavagem de dinheiro no escândalo de corrupção da Odebrecht. 



O Terceiro Tribunal de investigação preliminar ordenou a detenção preventiva por 10 dias contra ex-presidente Pedro Pablo Kuczynski, no âmbito da investigação contra ele pelo suposto crime de lavagem de dinheiro sob o caso Odebrecht”, diz o comunicado do Poder Judiciário. 

Nota: o envolvimento do ex-presidente Kuczynski, e da ex-candidata e filha do ditador, Keiko Fujimori, desencadeou uma reforma no sistema judicial peruano. O caso Odebrecht em si foi o gatilho para essa reforma. Mas, de uma maneira irônica, o sujeito que consolidou essa reforma foi o sucessor de Kuczkynski, Martín Vizcarra, que é do mesmo partido que ele. Vizcarra está emparelhando o sistema judicial atualmente para servir de órgão de implementação de sua agenda política, a ideologia de gênero, em todos os aspectos da vida dos peruanos. Kuczynski tentou implementá-la, mas encontrou resistência. Somando isso ao fato de ser um corrupto acabou que sua agenda teve de ser posta de escanteio. Mas Vizcarra daria prosseguimento a esse processo. Engana-se quem pensa que a reforma judiciária peruana foi para melhor. O plebiscito em si foi uma vitória, e de fato, os casos envolvendo a Odebrecht praticamente indicavam isso; mas o presidente peruano Vizcarra não pensa assim, ele, pelo contrário, preferiu emparelhar o âmbito jurídico para servir aos seus propósitos políticos, a sua agenda. O movimento em favor da reforma foi moralmente correto, e civil. Mas os atores que o coordenaram no fim enganaram a população. Lembrando que a Odebrecht está ligada a uma rede criminosa muito maior do que os governos locais, ela está conectada com as FARC, e o Foro de São Paulo. Ironicamente, um presidente de direita fez parte de sua rede. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...