18 de ago de 2018

Argentina: novo Código Penal do governo Macri que tentaria descriminalizar o aborto de novo é adiado

Macri declaradamente abortista e anticristão



Sempre Família, 18 de agosto de 2018 






Texto seria apresentado na semana que vem, incluindo a questão novamente, mas o governo voltou atrás

Depois da épica vitória pró-vida no Senado, a Argentina impõe outra derrota ao aborto, ainda que esta seja apenas temporária. Após o rechaço ao projeto de lei que tentava a descriminalização da prática, o governo Macri – que já não tem mais pudor algum em mostrar que apoia a medida – informou que a questão seria inclusa no texto do novo Código Penal. A proposta seria apresentada na próxima terça-feira (21/08) mas, segundo o Clarín, Macri decidiu adiar a apresentação do novo texto até o fim do ano.


Se mandamos agora (o projeto), a discussão do novo código, tão importante para a sociedade por tratar de muitos temas, ficará travada na questão da despenalização do aborto”, disseram fontes oficiais próximas de Macri e não identificadas pelo jornal.

Coincidência ou não, a informação vazou para a imprensa no mesmo dia em que a ONG Más Vida havia apresentado um recurso junto à Justiça Federal da Argentina, a fim de frear a nota tentativa de legalização, já que o Senado acabou de discutir o tema.

Para o movimento pró-vida local, está claríssimo que Macri colocou a legalização do aborto no balcão de negócios e “vendeu” o resultado para receber recursos de instituições internacionais. Só não imaginou que seria tão difícil entregar a encomenda.

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...