20 de dez de 2016

Ataque em Berlim: Suspeito paquistanês detido nega envolvimento e polícia diz ter "incerteza"




Euronews, 20 de dezembro de 2016. 



Por Francisco Marques



A polícia de Berlim admite não ter certezas de que o requerente de asilo paquistanês, de 23 anos, detido hora e meia após o ataque seja de facto o condutor do camião que abalroou o mercado de Natal, no centro de Berlim, capital da Alemanha.

Citando fontes da investigação, o jornal Die Welt adianta que as forças de segurança acreditam ter detido “o homem errado” e que o responsável pela morte de 12 pessoas na Breitscheidtplatz talvez esteja ainda em fuga e armado.


A investigação está em curso e foi assumida já esta terça-feira de manhã pela Procuradoria-geral. A polícia já terá apurado, entretanto, que este foi “um ato deliberado” contra a multidão e que poderá vir a enquadrar-se nos critérios de um atentado terrorista.

No interior do camião, foi encontrado morto um cidadão polaco. A polícia garante que esta pessoa não seria a pessoa em controlo do camião.

Há relatos, entretanto, de buscas pelas forças especiais da polícia alemã no já desativado antigo aeroporto de Tempelhof, onde um antigo aeroporto foi transformado em centro de acolhimento de refugiados.


O camião já foi retirado do local para ser analisado ao pormenor pelas equipas de investigação forense e o ministro alemão do Interior, Thomas de Maizière, decretou esta terça-feira como dia de luto nacional.




Libertado por falta de provas. O principal suspeito do ataque do mercado de natal de Berlim já não está sob custódia das autoridades. A procuradoria-geral alemã anunciou a libertação do migrante paquistanês que alegava inocência.

A polícia já havia alertado a população para a possibilidade de estar foragido, o condutor do camião que matou 12 pessoas e feriu 48 na segunda-feira.

É possível que o perigoso criminoso esteja a monte e naturalmente há preocupação. Penso que as pessoas que vivem nesta cidade devem estar vigilantes”, tinha declarado Klaus Kandt, chefe da polícia de Berlim.


No interior do camião, foi encontrado morto a tiro um cidadão polaco, mas a polícia garante que não era a pessoa ao volante.

A arma do crime não foi encontrada.

As autoridades recolhem todos os elementos que possam fornecer pistas credíveis para identificar o suspeito, incluindo amostras de ADN.

O ataque é uma mancha de receio nas festividades natalícias que, apesar da tragédia, vão manter-se conforme previsto.

As autoridades estão a colocar barreiras para impedir viaturas de entrarem nos mercados e recintos festivos.

O policiamento e os planos de segurança vão ser reforçados até depois do ano novo.

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...