14 de dez de 2016

Alemanha – pseudo direita conservadora alemã quer tornar crime “notícias falsas”




The Local De, 13-14 de dezembro de 2016. 



Temendo a manipulação da mídia na eleição nacional do próximo ano, os políticos “conservadores” da União [CDU] estão chamando “notícias falsas” de um ato criminoso. 

Acho que é sensato endurecer as punições para campanhas direcionadas”, disse ao Rheinische Post, Ansgar Heveling, membro da chancelaria de Ângela Merkel, que também é chefe da comissão parlamentar de assuntos internos. 

Outro membro do partido conservador CDU de Merkel, Patrick Sensburg, expressou ideias semelhantes ao grupo editorial Funke Mediengruppe na terça-feira. 

A desinformação visa a desestabilização do Estado e deve ser punida”, disse Sensburg. 

E um membro do partido irmão da CDU na Baviera, a CSU, Stephan Mayer, disse à Reuters que deve haver uma punição criminal para quem difundir notícias falsas, observando também o impacto que os hackers podem ter na divulgação de informações falsas. 

A própria Merkel tem alertado sobre o efeito das notícias falsas sobre a política e as opiniões dizendo no mês passado que o país deve “enfrentar este fenômeno e, se necessário, regulá-lo”. 

O presidente do grupo parlamentar dos sociais democratas (SPD), Thomas Oppermann, disse ao Grupo Funke que, na luta contra “notícias falsas, teorias de conspiração, campanhas de ódio e difamação”, o governo de coalizão deve focar em “agudizar” as deficiências. Por exemplo, ao garantir que o Facebook seja obrigado a apagar rapidamente ou corrigir notícias que estão se provando erradas. 

Sensburg deu um passo além e sugeriu o monitoramento de sites de notícias falsas. 

Por outro lado, devemos considerar se deveria haver algum tipo de ‘autoridade de inspeção’ que detecte sites de propaganda”, disse Sensburg. 

Na segunda-feira, o líder do SPD e vice-chanceler, Sigmar Gabriel, pediu no Twitter para que os partidos políticos trabalhem em conjunto contra a divulgação de informações falsas. 

Nós, o SPD, convocamos a solidariedade dos democratas para lutar contra meios tais como ‘bots nas redes sociais’ a manipulação e notícias falsas’” escreveu Gabriel. 


A discussão de notícias falsas vem em meio a preocupações nos Estados Unidos de que informações falsas e hackers influenciaram a eleição e a vitória de Donald Trump. Os principais líderes republicanos dos Estados Unidos pediram nesta segunda-feira uma investigação sobre possíveis ciberataques russos depois que foi relatado que a CIA acreditava que a Rússia havia interferido nas eleições presidenciais para [supostamente] ajudar Trump a vencer. 

A Rússia tem interesse em dividir e perturbar a nossa sociedade”, disse Haveling ao Passauer Neue Presse

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...