4 de dez de 2016

Alemanha – adolescente afegão preso por estuprar e assassinar jovem alemã




The Local De, 04 de dezembro de 2016. 



Um adolescente requerente de asilo afegão [muçulmano] foi preso por suspeita de estupro e assassinato de uma jovem estudante de 19 anos na Alemanha, disseram os policiais e promotores neste sábado. 

O afegão de 17 anos foi preso na sexta-feira depois que o seu DNA foi encontrado na cena do crime e ele foi identificado pela CCTV, disseram autoridades em Freiburg, na região sudoeste da Alemanha. 

O afegão, que não disse nada aos investigadores sobre os supostos crimes, chegou à Alemanha em 2015 como um refugiado menor de idade desacompanhado que vivia com uma família que o acolheu. 
A vítima é uma adolescente estudante de medicina que foi encontrada morta nas margens do rio Dreisam, que se estende até Freiburg, em 16 de outubro. 

Uma autópsia descobriu que ela havia se afogado. 

Na noite anterior, ela tinha saído para uma noite de estudos antes de voltar para a casa. Seu corpo foi encontrado apenas algumas horas depois. 

Não havia nenhum vínculo pessoal entre a vítima e o suposto assassino, disseram as autoridades. 

O assassinato tornou-se manchete na Alemanha e foi seguido por outro crime ainda não resolvido que ocorreu em 10 de novembro na floresta perto de Endingen, na qual uma atleta de 27 anos foi encontrada morta e também estuprada. 

Até agora, os investigadores não estabeleceram nenhuma conexão entre os dois assassinatos. 

As notícias do jovem afegão preso provocaram muita reação nas mídias sociais, algumas pessoas dizem um “obrigado” irônico à Chanceler alemã Ângela Merkel. 

A líder de 62 anos, que procurará no próximo ano um quarto mandato, enfrentou críticas por sua política anterior de portas abertas em relação aos refugiados, embora, mais recentemente, ela tenha [supostamente] controlado o fluxo. 

A Alemanha recebeu 890.000 pedidos de asilo em 2015, embora essa taxa desacelerou para 213.000 de janeiro a setembro de 2016, após um acordo entre a União Europeia e Ancara para conter o fluxo de imigrantes cruzando a Turquia até o bloco. 

A raiva pública sobre o número de refugiados na Alemanha foi alimentada por alguns crimes graves cometidos por imigrantes. 

No mês passado, a polícia alemã prendeu sete requerentes de asilo afegãos sob a suspeita de terem estuprado repetidamente uma adolescente iraniana em um campo de refugiados. 

Durante as últimas celebrações da véspera do Ano Novo, centenas de mulheres relataram agressões sexuais na cidade de Colônia e em outras cidades alemãs, com ataques atribuídos em grande parte aos homens árabes e norte-africanos. 

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...