25 de nov de 2016

Japão e Rússia prontos para implodir em tensões conforme Putin implanta mísseis nas ilhas japonesas




Exrepss UK, 25 de novembro de 2016. 



O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe disse que a implantação de sistemas de mísseis hoje pela Rússia nas ilhas do Pacífico ocidental que também são reivindicados por Tóquio foi “lamentável”. 

Seus comentários foram feitos há menos de um mês para o presidente russo, Vladimir Putin visitar o Japão para conversações com vistas ao progresso na disputa territorial de décadas. Moscou já disse que esperava que a implantação não prejudicasse os esforços para resolver o litígio. 

A imprensa russa informou nesta semana que os sistemas de mísseis anti-navio Bastion e Bal agora estavam operacionais nas ilhas, parte dum arquipélago no Oceano Pacífico, sobre o qual a Rússia e o Japão têm apostado as suas reivindicações rivais por 70 anos. 

"A disputa sobre as ilhas, chamadas Kuriles do sul da Rússia e os territórios do norte do Japão, impediu Tóquio e Moscou de assinar um tratado de paz para terminar formalmente a Segunda Guerra Mundial."


As quatro ilhas são territórios inerentes do nosso país. Nós  temos transmitido através de vias diplomáticas que isso... Não é compatível com a posição do nosso país e é lamentável”, disse Abe à Câmara Alta do parlamento. 

Uma delicada diplomacia está em curso para preparar o encontro entre os líderes russos e japoneses no Japão, de 15 a 16 de dezembro. 

Ambos os lados disseram esperar que o progresso possa ser feito no sentido de resolver a disputa. 



Abe, que vê as melhorias das relações com Moscou como um contrapeso a uma China em ascensão, ao encontrar-se com Putin, espera que a atração da cooperação econômica possa ajudar a facilitar um avanço com Putin, dado ao impacto para a economia russa pelos pressos do petróleo e as prolongadas sanções ocidentais impostas após a sua anexação da Criméia. 

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...