24 de nov de 2016

Indonésia – “Há um movimento em andamento para estabelecer o Estado Islâmico na Indonésia”, segundo a organização muçulmana NU




Jakarta Globe, 24 de novembro de 2016. 



Jacarta – a maior organização muçulmana da Indonésia, o Nahdlatul Ulama, ou NU, alertou que o verdadeiro perigo na acusação de blasfêmia contra o governador de Jacarta, Basuki “Ahok” Tjahaja Purnama é que certos grupos podem reivindica-la como sendo uma razão para estabelecer um Estado Islâmico na Indonésia. 

Este [caso] indica a presença de grupos que querem transformar a república num Estado Islâmico. Isto é uma ameaça grave e muito perigosa”, disse Rumadi Ahmad, chefe da divisão educacional da NU, durante um seminário em Jacarta na quarta-feira (23/11). 

Rumadi reivindicou que esses grupos escolhem negar as raízes seculares da Indonésia e não acreditam na Pancasila – ideologia oficial do país. 

Nós não devemos estar preocupados com a alegação de blasfêmia, mas nós deveríamos estar preocupados com os grupos”, disse Rumadi. 

De acordo com ele, o protesto anti-Ahok de 04 de novembro foi uma demonstração de força por estes grupos, e indicou o seu aumento de confiança. 

Rumadi sublinhou a importância de reconhecer e tolerar a diversidade, que os pais fundadores da Indonésia usaram para unir tantas comunidades étnicas e religiosas no país. 

Naquela época, a diversidade era a única coisa que nos unia. Agora, algumas pessoas estão tentando usá-la para dividir as pessoas. Isto é extremamente perigoso”, disse Rumadi. 

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...