23 de nov de 2016

Atentado terrorista em Nova York: ataque inspirado pelo Estado Islâmico na Times Square frustrado pela polícia




Exptress UK, 22-23 de novembro de 2016. 







Um simpatizante do Estado Islâmico que estava planejando um ataque terrorista na Times Square foi preso, revela a polícia dos Estados Unidos. 

Após as atrocidades em Nice no verão, Mohamed Rafik Naji, de 37 anos, estava supostamente trabalhando no sentido de levar a cabo um ataque semelhante no bairro de Manhattan. 

O senhor Naji foi preso na segunda-feira acusado de tentar fornecer apoio material ao Estado Islâmico no Iraque (ISIL). 

Em julho, as escutas no telefone de Naji registraram ele discutindo como queria dirigir um caminhão de lixo e passar por cima das multidões na Times Square. 
Ele teria dito a uma fonte confidencial: “Eu estou dizendo, se eu tivesse um caminhão, quero dizer, um caminhão de lixo, eu dirigiria até a Times Square e os esmagaria – shshshshshs... Times Square Day”. 



A polícia está em alerta máximo nos Estados Unidos conforme as famílias se preparam para celebrar o Dia de Ação de Graças. 

Na semana passada, um jornal online ligado ao Estado Islâmico disse que “um excelente alvo” seria a Parada do Dia de Ação de Graças de Macy’s, que passará pelo centro de Manhattan na quinta-feira de manhã. 

Em e-mails enviados para a sua namorada, os quais a polícia obteve, Naji disse que estava tentando chegar ao Estado Islâmico depois de viajar ao Iêmen. 



Em março de 2015, ele teria escrito: “É muito difícil entrar – eu estou na minha quinta tentativa. É difícil – militares loucos e pessoas muito assustadas.”. 

Ele também pediu dinheiro e enviou arquivos de vídeo de seu “primeiro dia no trabalho” em que tiros e vozes masculinas podiam ser ouvidos. 

O senhor Naji também atualizou a sua foto de perfil do Facebook na qual aparecem dois homens armados com pistolas, caminhando em direção a uma bandeira do Estado Islâmico. 

Em outra conversa online, Naji supostamente proclamou a sua lealdade ao grupo terrorista, afirmando: “Eu pertenço apenas ao Estado Islâmico.”. 

Susan Kellman, sua advogada, disse: “Eu não tenho ideia do que o meu cliente disse e o que a fonte confidencial disse. Ele tinha um propósito legítimo para estar no Iêmen. Ele tem família lá.”. 

Naji teria dito que o Estado Islâmico estava realizando missões de reconhecimento ao redor da praça – algo que a polícia de Nova York havia suspeitado por algum tempo. 

Em maio de 2010 um paquistanês tentou detonar um carro-bomba na Times Square. 

Naji disse: “Eles querem uma operação na Times Square, o grupo de reconhecimento já entrou em cena, o Estado Islâmico já está se colocando em cena na Times Square, você entende? Eu estou dando uma dica para quem é inteligente entender”.   



Seis outros foram acusados de apoiar o Estado Islâmico na área de Flatbush do Brooklyn. 

No tribunal na segunda-feira os funcionários disseram que Naji dirigia carros para a Uber, mas a empresa negou que ele tenha trabalhado para eles. 

Foi negado a ele a fiança. 

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...