24 de jul de 2016

ASEAN em desacordo antes da reunião com os principais diplomatas americanos e chineses

Secretário de Estado dos Estados Unidos John Kerry e o ministro das Relações Exteriores da China Wang Yi 




Reuters 23 de julho de 2016. 






Nações do Sudeste Asiático foram lançadas ao caos após o Camboja no sábado bloquear a emissão de uma declaração referindo-se a uma decisão judicial internacional contra as reivindicações territoriais da China no Mar do Sul da China, disseram diplomatas. 

O Tribunal Permanente apoiado pela ONU e de Arbitragem em Haia entregaram uma vitória legal enfática para as Filipinas na disputa marítima no início deste mês, negando reivindicações radicais da China no agitado mar estratégico. 

Chanceleres da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) se reuniram pela primeira vez desde a decisão no domingo, antes de receber o secretário norte-americano, John Kerry, e seu homólogo chinês, o chanceler Wang Yi, entre outros. 


O disputado mar, através do qual mais de US $ 5 trilhões em comércio global passam a cada ano, é a questão mais controversa para os 10 membros da ASEAN. 

A China reivindica a maior parte do mar, mas os membros da ASEAN, Filipinas, Vietnã, Malásia e Brunei – todos têm reivindicações rivais. Yi descreveu o caso de Haia como uma farsa, e Pequim diz que a decisão não tem influência sobre os seus direitos ao mar. 

A China está firmemente contrária a uma ASEAN no Mar da China Meridional, preferindo lidar com as reivindicações disputadas em uma base bilateral. 

Aliado da China. 

O Camboja é o aliado da ASEAN mais próximo da China e o único país que se opõe a qualquer referência à decisão em um comunicado que deverá ser emitido depois da reunião dos Ministros dos Negócios Estrangeiros no domingo, disse um diplomata da ASEAN à Reuters. 

O Camboja também está disposto a atacar qualquer referência à militarização do Mar da China Meridional, diminuindo o estilo de declarações emitidas anteriormente pela ASEAN este ano. 

O Camboja é fortemente dependente da ajuda chinesa em questões de investimento. Na semana passada o primeiro-ministro do Camboja Hun Sean anunciou que a China daria ao seu governo cerca de US $ 600 milhões em empréstimos em condições favoráveis

“O Camboja é inacreditável”, disse o diplomata sob condição de anonimato. “Ele está bloqueando qualquer frase sobre a arbitragem e sobre a militarização”. 

A comissão tem vindo a trabalhar desde 20 de julho tentando forjar uma declaração da ASEAN aceitável para todos, disse outro diplomata, mas o Camboja tem frustrado os seus esforços. 

A Indonésia propôs que os chanceleres realizem uma reunião informal no sábado para discutir um acordo. 

Loja de conversa fiada. 

Os críticos têm há muito tempo ridicularizado a ASEAN como uma loja de conversa fiada, cujo princípio fundamental é o de tomar decisões por consenso sem nunca realizar qualquer coisa relevante [parece a ONU]. 

Alguns membros do grupo começaram a falar sobre uma mudança de uma cláusula na Carta da ASEAN sobre a necessidade de um consenso, um ex-diplomata vietnamita disse à Reuters.

A ASEAN está empenhada em evitar a repetição de um desastre como de 2012, quando pela única vez na história de 49 anos, o grupo não conseguiu emitir uma declaração conjunta de conclusão regional por Ministros dos Negócios Estrangeiros. 

O grupo pode emitir uma declaração separada que enfatiza a unidade, disse um diplomata indonésio. 

“Nossa casa está uma bagunça”, disse ele. “Nós não queremos que a ASEAN seja como a Europa. Nós queremos salvar a ASEAN e seguir unificados novamente”. 

Os Estados Unidos têm criticado a construção de ilhas artificiais e instalações no Mar do Sul da China, assim como navios de guerra perto do território disputado onde se faz valer a liberdade de navegação. Washington pediu à China para respeitar a decisão do tribunal. 

Barack Obama está prestes a se tornar o primeiro presidente dos Estados Unidos a visitar o Laos em setembro, para participar de uma cúpula anual organizada pelo presidente da Asean. Laos, um Estado comunista de partido único com pouca experiência de hospedagem e encontro internacionais e um dos membros mais pobres da ASEAN, é presidente do grupo deste ano. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...