15 de mai de 2018

Canadá – prisões federais iniciarão um programa de “troca de agulhas” de heroína, para conter a disseminação de doenças



Global News, 15 de maio de 2018. 




Duas prisões no Canadá testarão um novo programa de troca de agulhas para reduzir o risco de disseminação de doenças associadas ao uso de drogas, segundo o Serviço Correcional do Canadá (CSC) e o ministro da Segurança Pública, Ralph Goodale. 

Funcionários da CSC dizem que sabem que há uma “prevalência” de problemas de uso de substâncias entre os presos. 

Eles dizem que o programa é baseado na [política de] redução de danos” e esperam “facilitar o encaminhamento” de prisioneiros do vício para os serviços de saúde. Esses tipos de programas são recomendados pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes


Ativistas sobre questões de HIV e AIDS elogiaram o programa, dizendo que é algo que eles pediram por mais de 20 anos. 

O anúncio de hoje do governo do Canadá reflete uma concessão significativa do governo federal sobre a importância desses programas”, diz a publicação de Sandra Ka Hon Chu, diretora de pequisa da Rede Legal para HIV e Aids do Canadá. 

O Canadá deve agir rapidamente para implementar este programa em todas as prisões”. 

De acordo com as estatísticas do governo federal, a taxa de HIV e HCV (vírus da hepatite C) nas prisões é de 12% e 7,8% respectivamente. Compare isso com o público geral, onde 0,006% do público tem HIV e outros 0,03% têm HCV. 
Estamos focados em garantir que as instruções correcionais sejam ambientes seguros que levem à reabilitação dos presos, à segurança dos funcionários e à proteção do público”, disse Goodale em um comunicado. 
Outros não eram tão receptivos; O sindicato de agentes penitenciários disse que seus membros não receberam treinamento adicional ou medidas de segurança. 

Na mesma nota, um porta-voz de Goodale disse que os programas de troca de agulhas em outros países não aumentaram os ataques aos funcionários das prisões e, de fato, contribuíram para a segurança no local de trabalho. 

O porta-voz do Ministério da Segurança Pública, Scott Bardsley, também disse que os guardas envolvidos no programa serão matriculados em “sessões de informação”. 

O presidente do sindicato, Jason Godin, disse que o papel do sistema correcional é reduzir o consumo de drogas. 
Este programa representa um ponto de virada perigoso. O Serviço Correcional do Canadá decidiu fechar os olhos para o tráfico de drogas em nossas instituições”, disse Godin em um comunicado. 
Mas o governo diz que ter drogas nas prisões é um fato da vida, e o programa é projetado para ajudar os presos viciados. 

Embora a CSC tenha medidas para impedir que as drogas entrem nas instituições, ela reconhece que as drogas às vezes chegam às suas penitenciárias. Reconhecendo essa realidade, tem a responsabilidade de proteger o bem-estar dos que estão sob os seus cuidados”, escreveu Bardsley em um e-mail. 

Outra preocupação do sindicato? Avaliação de ameaça. 

O que os agentes penitenciários serão convocados a fazer quando um detento estiver prestes a injetar com uma agulha fornecida pela CSC? Observá-los fazer isso ou entrar na cela para impedir que isso aconteça?” Godin perguntou. 

Funcionários da CSC dizem que o modelo de avaliação de risco de ameaças, atualmente usado para prisioneiros com EpiPens e insulina diabética, pode ser modificado para o programa de troca de agulhas. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...