Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Julius Malema. Ordenar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Julius Malema. Ordenar por data Mostrar todas as postagens

19 de mai. de 2022

"Israel é um 'estado maligno que deve ser destruído" – diz o líder do partido (comunista) EFF da África do Sul

Comunista fascista supremacista negro Julius Malema



JP, 19/05/2022 



"Sionistas maníacos são doentes, fascistas e desumanos cujas ações eclipsam as de um estado de apartheid", disse o líder do Partido Comunista radical de esquerda em comunicado.

Israel é um "Estado maligno que deve ser destruído com urgência", disse o líder do partido comunista de esquerda radical da África do Sul Combatentes pela Liberdade Econômica (EFF) em um comunicado divulgado após os confrontos violentos durante o funeral da jornalista palestina Shireen Abu Akleh no último final de semana.

O EFF, o terceiro maior partido no parlamento sul-africano, é uma facção pan-africanista que "se inspira na ampla tradição marxista-leninista", de acordo com sua constituição. O partido e seu líder, Julius Malema, foram criticados por encorajar sentimentos racistas contra brancos e índios e o próprio Malema foi condenado duas vezes por discurso de ódio.

5 de out. de 2022

O governo de oposição de Joanesburgo desmorona; partido marxista racista pode governar a África do Sul

O comunista e supremacista negro, Julius Malema




BTB, 04/10/2022 



Por Joel B Pollak 



A cidade de Joanesburgo, na África do Sul, que era governada por uma coalizão da oposição desde as eleições municipais do ano passado, viu seu governo desmoronar no fim de semana, um sinal de que o país pode ser liderado por um partido racista de esquerda após as eleições de 2024.

A liberal Aliança Democrática (DA), o maior partido de oposição do país, fez avanços constantes nas áreas urbanas nas últimas duas décadas. No ano passado, conseguiu assumir a conturbada cidade de Joanesburgo, instalando o médico Mpho Phalatse como prefeito.

Joanesburgo, o centro económico do país e a metrópole industrial mais importante do continente africano, sofreu nos últimos anos uma elevada criminalidade e um declínio dos serviços públicos. O partido no poder do país, o Congresso Nacional Africano (ANC), é amplamente visto como corrupto e incompetente, usando o poder político para financiar sua rede de patronagem e negligenciando as funções básicas do governo. O DA governou com sucesso na Cidade do Cabo e espera empurrar o ANC abaixo do limite de 50% nas eleições gerais de 2024.

1 de mar. de 2018

Parlamento sul-africano vota para confiscar terras de agricultores brancos – Comunismo estilo Mandela

Julius Malema, comunista e responsável pela palhaçada. 



NHB, 01 de março de 2018. 



O parlamento da África do Sul votou a favor de uma moção para confiscar terras de agricultores brancos sem compensação, seguindo as queixas raciais que remontam décadas. 

O tempo para a reconciliação acabou”, afirmou o líder do partido de oposição radical, o Judeus da Liberdade Econômica, Julius Malema, a outros políticos. 

26 de mar. de 2018

Mortos por serem brancos!



The Australian, 26 de março de 2018. 


Por Paul Toohey.



Os contos de horror dos agricultores sul-africanos são angustiantes e incluem tortura, assassinato e estupro, entre outras coisas. 

Eles foram até Nicci Simpson em sua fazenda a oeste de Joanesburgo às 10 da manhã, enquanto ela se preparava para sair. Foi repentino, feroz e planejado. Eles pegaram as chaves, o botão de pânico e a bolsa, e a chutaram no joelho forçando-a a cair. 

A polícia classificou seu ataque feito por três homens em 10 de março do ano passado como um “roubo de casa”, apesar de seus dois pés terem sido perfurados com uma ferramenta elétrica na pequena propriedade onde ela cultiva forragem de gado. Simpson, que passou dois meses presa à cadeira de rodas com pinos de aço nos joelhos, não quis dizer sua idade – não por causa da vaidade, mas porque ela diz que os idosos são os alvos preferidos. 

8 de ago. de 2018

Uma fome comunista e racista cresce na África do Sul




Frontpage, 08 de agosto de 2018 






A política ditatorial está em ascensão”, alertou Barack Obama na África do Sul. Ele falou apaixonadamente sobre “as políticas do medo e do ressentimento” na Palestra de Mandela. Ele temia que estivéssemos entrando em um mundo, “onde o poder faz justiça e a política é uma competição hostil entre tribos, raças e religiões”. 

Enquanto a mídia usava essas observações para atacar o encontro de Trump com Putin, Obama havia compartilhado um palco com o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, que chegou ao poder prometendo usurpar as terras de fazendeiros brancos. Ramaphosa foi o mais recente de uma série de homens influentes do ANC, incluindo seu antecessor, um suposto estuprador, que começou [tais práticas] com o terrorista comunista cujo legado Obama estava comemorando. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...