22 de dez de 2018

Estados Unidos e Canadá pedem que a China libere os cidadãos canadenses detidos

Da esquerda para a direita Michael Spavor e Michael Kovrig



Reuters, 21 de dezembro de 2018 




Washington / Vancouver (Reuters) – Os Estados Unidos se uniram ao Canadá nesta sexta-feira para pedir a libertação de dois canadenses detidos no país por supostas prisões relacionadas à detenção no Canadá de uma executiva de alto escalão de uma grande corporação chinesa. 

Na semana passada, na China detiveram dois cidadãos canadenses – Michael Kovrig, ex-diplomata e assessor do instituto de pesquisa Internacional Crisis Group (ICG), e o empresário Michael Spavor – depois que a polícia canadense prendeu a diretora financeira da Huawei Technologies Co Ltd [HWT.UL]. Meng Wanzhou, em 01 de dezembro. 

Estamos profundamente preocupados com a detenção arbitrária por autoridades chinesas de dois canadenses no início deste mês e pedimos sua libertação imediata”, disse a ministra das Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland, em um comunicado. 



Freeland disse que Meng, que também é filha do fundador da Huawei, está enfrentando um “processo legal justo, imparcial e transparente”, e o Canadá não “compromete nem politiza o Estado de Direito e o devido processo legal”. 

Suas palavras foram repetidas em uma declaração semelhante do porta-voz do Departamento de Estado dos Estados  Unidos, Robert Palladino, que observou que o Canadá estava honrando os seus compromissos legais internacionais em prender Meng, e pediu a libertação imediata de Kovrig e Spavor. 

O ministro das Relações Exteriores britânico, Jeremy Hunt, disse em um comunicado que o Reino Unido “tem confiança de que o Canadá esta´conduzindo um processo legal justo e transparente” com relação a Meng. Ele disse estar “profundamente preocupado com sugestões de motivação política” para a detenção de Kovrig e Spavor. 

A União Europeia disse que o “motivo declarado” para a prisão e detenção de Kovrig e Spavor “levanta preocupações sobre práticas legítimas de pesquisa e negócios na China”. 

A negação de acesso a um advogado sob seu status de detenção é contrária ao direito de defesa”, disse o comunicado, acrescentando que apoia os esforços do governo canadense. 

Enquanto Meng teve acesso total aos advogados e é capaz de ver a família, Kovrig está sendo negado a representação legal, não é permitido ver a família, e é limitado a uma visita consular por mês. 

Peter Dahlin, um promotor de direitos civis sueco foi detido na China por três semanas antes de ser deportado em 2016, também por alegações de violar a segurança nacional, disse que os governos precisam se manifestar. 

A única maneira de proteger Kovrig e Spavor agora é proteger os seus direitos veementemente, e deixar a China ser a única a reduzir a situação”, disse Dahlin à Reuters. 

O silêncio simplesmente dará à China a capacidade de usar Kovrig como um peão, como uma ferramenta, enquanto isso puder ser útil para eles, ele não verá a luz do dia”. 

A China deu apenas alguns detalhes vagos do porquê deteve os dois canadenses, dizendo que eles são suspeitos de se engajar em atividades que colocam em risco a segurança da China, e não estabeleceu nenhuma relação direita com a prisão de Meng. 

Os Estados Unidos tentaram extraditar Meng por acusações de enganar bancos multinacionais sobre  transações ligadas ao Irã, colocando os bancos sob o risco de violar as sanções dos Estados Unidos. A executiva de 46 anos está sob fiança em Vancouver. 

A Huawei é o maior fornecedor mundial de equipamentos de rede de telecomunicações e o segundo maior vendedor de smartphones. Os Estados Unidos têm investigado pelo menos desde 2016 se a Huawei embarcou produtos de origem norte-americana para o Irã e outros países, violando as leis de exportação e sanções dos Estados Unidos, informou a Reuters em abril. 
Nota: o Crisis Group é uma ONG pertencente a George Soros, e tem sede em Nova York e, portanto, por ele fundada. Portanto, ela faz pare da "holding" da Open Society. Agora, qual a relação que o grupo tem com essa crise, ainda não sei. O grupo tem sede na Bélgica, onde supostamente foi fundada, mas muito provavelmente todas as suas edições pelo mundo, inclusive belga, estão sob o controle do mega bilionário. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...