13 de dez de 2016

Revelado: Alarmante mapa mostra locais onde milhares de mulheres e crianças foram atacadas sexualmente por imigrantes



Express UK, 12-13 de dezembro de 2016. 






A escala aterrorizante de ataques sexuais por imigrantes na Alemanha foi descoberta em um novo mapa detalhando os milhares de locais onde mulheres e crianças foram estupradas e abusadas em 2016. 

Números chocantes mostram que 2.125 pessoas foram atacadas sexualmente, 199 foram estupradas e 380 foram molestadas em vestiários de natação por uma combinação de refugiados ou não-alemães este ano. 

Houveram também 319 assassinatos e tentativas de homicídio cometidos por estrangeiros e imigrantes em 2016, dos quais 14 foram cometidos contra crianças. 

Os imigrantes foram responsáveis por 59 crimes de terrorismo no país de Ângela Merkel desde o início do ano, assim como também 112 incidentes de incêndio criminoso. 

O mapa mostra o volume de ataques sexuais depravados espalhados pela Alemanha, o que levou as chamadas do governo [inglês] para evitar que o mesmo aconteça na Grã-Bretanha, certificando-se de que os imigrantes passem a aderir às leis e os valores britânicos. 

As crianças são frequentemente alvo de predadores sexuais estrangeiros em toda a Alemanha, com 26 menores estuprados, 633 atacados e 286 molestados em piscinas em 2016. 

Os dados reveladores, compilados por um grupo alemão chamado XYEinzelfall, também incluem um incidente de um menino de 10 anos sendo estuprado por um homem iraquiano nos vestiários de piscinas públicas em Theresianbad na Áustria. 

XYEinzelfall está tentando expor “o encobrimento e o sigilo desses ataques” na sequência do volume assombroso de ataques sexuais relatados na véspera de Ano Novo em lugares como Colônia. 

Um porta-voz do XYEinelfall disse ao Express.co.uk: “Há um problema com certeza. As mulheres são assediadas nas ruas todos os dias. As mulheres são forçadas a abaixar a cabeça quando encontram grupos de imigrantes, a fim de evitar o assédio, mas eles as assediam de qualquer jeito.”. 

Algumas senhoras idosas também foram atacadas em suas próprias casas”. 


Em Colônia, na véspera de Ano Novo, apenas 1.222 mulheres relataram ter sido atacadas sexualmente e roubadas, mas 211 destes casos foram suspensos pela polícia devido a falta de provas. 

Isso levou as autoridades alemãs a aumentar o número de policiais para 1.500 em Colônia, em uma tentativa de evitar uma repetição do enorme volume de crimes sexuais durante as celebrações de fim de ano. 



Há receios de que, se a política de portas abertas a imigração da Alemanha for adotada na Grã-Bretanha, isso poderá levar a uma alta similar em tais crimes. 

John Bickley, porta-voz do UKIP para imigração, disse ao Express.co.uk [de propriedade do UKIP]: “É importante que os imigrantes que vêm para o Reino Unido percebam que devem obedecer às nossas leis e respeitar os nossos valores. No entanto, a menos que as autoridades apliquem impiedosamente do país, ignorando os mantras fracassados do multiculturalismo e do politicamente correto, então o que aconteceu na véspera de Ano Novo em Colônia poderia ser acontecer aqui também. Apenas o UKIP pode ser confiável para garantir a que a lei deste país seja aplicado sem medo independentemente da etnia ou credo das pessoas.”. 

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...