15 de dez de 2016

Canadá – Ontário, líder "conservador" para os conservadores sociais: Mantenham as suas "opiniões religiosas privadas" para si mesmos

Patrick Brown



LifeSiteNews, 12 de dezembro de 2016. 




Por Steve Weatherbe




TORONTO, 12 de dezembro de 2016 (LifeSitenews) - O líder conservador progressista Patrick Brown barrou os conservadores sociais de seu próprio partido e os não sociais, dizendo lhes em uma última conferência de imprensa na semana passada que eles devem guardar para si mesmos as suas opiniões sobre o aborto, o “casamento” de mesmo sexo e educação sexual, dizendo para que procurem os seus próprios candidatos para as eleições gerais em 2018. 

Perguntado se o partido e ele estavam bloqueando sistematicamente os conservadores sociais de conseguir indicações de candidatos conforme aproximam-se as eleições gerais, Brown respondeu: “Se a razão para ir ao Quuen’s Park é para empurrar suas visões religiosas privadas, apenas saiba que onde eu estou é que é o foco do nosso partido.”. 
Esse “foco”, ele acrescentou, está em reduzir as tarifas de energia, cortar custos governamentais e criar empregos, todas as manchas escuras no registro da primeira-ministra liberal Kathleen Wynne. 

As declarações de Brown receberam uma forte resposta de Jack Fonseca da Campaign Life Coalition. “Brown não está apenas mostrando-se como um enganador político de duas caras e um tirano, mas também um tolo deixando a mídia guiá-lo para chegar a essas políticas que podem muito bem causar uma implosão e levar ao racha no PC.”.

Os conservadores estão sendo apenas estúpidos ao dar as costas à sua base social conservadora”, concordou Tanya Granic Allen, diretora executiva da Parents as First Educators, e organizadora de um novo partido e de um protesto conservador chamado “Stop The Sex Education”. “Patrick Brown foi eleito líder nas costas de membros conservadores sociais do partido. Ele ainda precisa de nossos votos.” 

Fonseca acusou Brown de deixar as mídias publicarem suas políticas. “Brown não é propriamente um homem, mas sim uma marionete irracional da mídia tendenciosa, manipulando aqui e ali como bem quiserem, como uma marionete de cordas”, disse ele à LifeSiteNews. “Ele é um brinquedo da imprensa liberal. Isso não é algo que beneficiará nem o Partido Conservador nem os ontários a longo prazo.” 

Granic Allen calcula que os conselheiros de Brown estão apavorados com o fato de Wynne renunciar antes das próximas eleições, fornecendo um novo rosto como líder que vencerá as eleições gerais, assim como Wynne substituiu o seu predecessor impopular Dalton McGuinty como líder liberal em 2013 e passou a vencer a eleição seguinte facilmente.   

Mas abandonar sua própria base não é o caminho para vencer. [O presidente eleito dos Estados Unidos] Trump, acaba de mostrar isso, nos Estados Unidos”, disse ela à LifeSiteNews. “Ele apelou para sua base e desafiou a mídia”. 

Além disso, ela disse: “Centenas de milhares de pais de Ontário estão em pé de guerra com o currículo de educação sexual [de Wynne]. Para eles, os seus filhos são a coisa mais importante, embora os seus postos de trabalho na hidro também o sejam.”. 

O vice-presidente da Campign Life Coalition, Jeff Gunnarson, disse: “Patrick Brown e os seus conselheiros parecem ignorar os conservadores sociais. A maioria dos candidatos conservadores estão concorrendo devido a uma forte crença de servir. Eles querem criar uma sociedade que é saudável, prospera, educada, e que tenha uma chance de viver como seres humanos dignos”. 

Os co-candidatos que apoiamos nunca são candidatos de ‘único ponto de vista’. Também não queremos que eles sejam. Somos cidadãos trabalhadores e contribuintes que fazem a maior parte do voluntariado doando e sendo pessoas compassivas”, ele continuou. “E se acreditarmos na pesquisa da Compass, que constatou que apenas 30% dos habitantes de Ontário são socialmente conservadores, algum partido pode ignorar um grupo demográfico desse tamanho e esperar ser inclusivo, e esperar ganhar? Se esse for o caso, então a prioridade do partido deve ser melhor as notas em matemática de nossos filhos.”

Nossos números mostram que a base é de 40%. Você não pode nos colocar de fora.” Acrescentou Gunnarson. “O partido pertence a nós assim como a todos os membros. Se Patrick Brown não entende isso, ele não merece a liderança. Se ele ainda estiver aqui em 2018, provavelmente ganhará se houver candidatos dignos de nosso voto”. 

Brown ganhou a liderança em 2015 com forte apoio base dos conservadores sociais baseado em um recorde perfeito de votação na Câmara dos Comuns com relação ao aborto, “casamento” entre pessoas do mesmo sexo e eutanásia, de acordo com a Campaign Life Coalition. 

Ele começou a distanciar-se com o seu apoio aberto à agenda LGBT, e depois selou a divisão na eleição recente de Scarborough, onde ele autorizou um envio em massa de um apelo simpático aos pais chateados pelo currículo radical de educação sexual, então negou mais uma vez quando se tornou público, que apoiava fortemente o currículo. 

Desde então, ele renunciou ao seu histórico de votação federal. Ele exigiu que o seu grupo votasse propostas do governo que promovessem a agenda LGBT (como neste mês na qual se eliminava as referências aos termos "pai" e "mãe" no registro governamental) ou se ausentassem da Câmara legislativa durante a votação. 

Na semana passada, Jay Tysick, um candidato insatisfeito e vencido para a nomeação dos Tory em Carleton, alegou que ele tinha sido evitado por causa de suas opiniões conservadoras sociais. “Parece haver uma espécie de agressão contra os conservadores sociais naquele partido agora... Pessoalmente, não tenho pontos de vista socialmente conservadores, mas eu não acredito que seja o meu papel no governo de se impor aos outros.  Eu sou duma ala muito a direita a qual você pensaria que, no Partido Conservador, é uma coisa muito boa”, disse ele ao Toronto Star, que citou fontes que indicam que Tysick era apenas um dos cinco candidatos rejeitados pelo partido por suas obrigações e opiniões conservadoras. Tysick diz que ele poderia concorrer de forma independente em 2018. 

Mas Brown disse aos jornalistas que “a vasta, a grande maioria não tem interesse em rever questões sociais”. 

Muitos ontários são interessados em afetar a eleição, discutiram Granic Allen e Fonseca. “Os conservadores sociais vão ficar em casa, ou vão votar em um novo partido conservador”, disse Granic Allen. 

Fonseca observa que quase a metade do eleitorado não votou em 2014. “Posso assegurar-vos que os 48% dos eleitores elegíveis que desistiram do processo político contém uma enorme proporção de conservadores religiosos morais que passaram a acreditar, graças a políticos antiéticos como Patrick Brown, que não faz diferença em quem você vota, porque eles acreditam que são todos corruptos." [E são mesmo]

A reportagem da CBC relatou os comentários recentes de Brown que também cita uma pesquisa publicada no mês passado pelo Forum Research [que] descobriu que 70% dos ontários aprovam a legalização do aborto e 71% apoiam o “casamento” entre pessoas do mesmo sexo. A mesma pesquisa revelou que apenas 33% dos habitantes de Ontário se opõem ao novo currículo de educação sexual. A CBC citou o chefe do Fórum, Lorne Bozinoff, declarando que era “absolutamente crucial” para Brown abandonar o rótulo de social conservador para vencer em 2018. 

O repórter da CBC Mike Crawley acrescentou a sua própria opinião: “É essencial para Brown, se ele quiser se tornar premier de Ontário, manter o seu partido longe de causas politicamente tóxicas como cortar subsídios ao aborto ou questionar o casamento entre pessoas do mesmo sexo”. 

Mas Fonseca contesta, “pelo contrário, mostrando que há uma diferença moral entre os PCs [partidos conservadores], liberais e NDPers é um caminho legítimo para a vitória dos conservadores. Sendo conhecido como o único partido onde os valores tradicionais de família, e respeito pela vida e a liberdade religiosa são tolerados, o PC pode atrair um enorme número de novos eleitores e apoiadores”, especialmente dos novos canadenses. 

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...