22 de nov de 2016

Novas evidências revelam que os conspiradores montenegrinos participaram da invasão da Crimeia




UT, 21-22 de novembro de 2016. 



Conspiradores de Montenegro participaram da invasão da Crimeia em 2014, mostram as novas evidências.  

Aleksandar Sindjelic, um nacionalista sérvio acusado de participar em um grupo preparado para um golpe de Estado e o assassinato do primeiro-ministro sérvio, foi descoberto também como um participante ativo na anexação russa da Crimeia em 2014, a RFE/RL relatou. 

Sindjelic é considerado como um dos fundadores dos “Lobos Sérvios”, uma organização pró-Rússia radical. 
Um registro de vídeo da conversa de Skype entre Sindjelic e Vencislav Bujic, cientista político sérvio, é datado de 11 de março de 2015, e foi publicado pela agência. Durante a conversa, Sindjelic conta a seu companheiro sobre os seus laços com o Ministério da Defesa da Rússia. Ele também falou sobre um homem chamado Bratislav Zivkovic, que, de acordo com Sindjelic, era um membro dos chamados “Chetnicks”, uma organização [terrorista] combatente sérvia, de militantes dos quais se juntaram aos cossacos russos na guarda dos postos de controle de Sevastopol durante a vigília da anexação russa da Crimeia em 2014. 

Era Sindjelic que estava dando recomendações para os militares russos sobre os militantes voluntários sérvios que pretendiam aderir a operação da Rússia para invadir a Crimeia, disse Vencislav à agência. 

Sindjelic também mencionou viagens feitas à Moscou acerca de suas conspirações pró-russas e teve acesso direto ao Ministério da Defesa da Rússia. Em particular, ele disse que, posteriormente, perdeu a confiança em relação a Zivkovic e convenceu as autoridades militares russas a prendê-lo. 

Como relatado anteriormente, o Ministério Público de Montenegro revelou os nomes de dois militantes russos que orquestraram um grupo de aproximadamente 20 sérvios e montenegrinos, que tiveram participação numa tentativa de golpe em outubro.  

O grupo de conspiradores queriam atacar o Parlamento montenegrino após as eleições de 16 de outubro para matar o primeiro-ministro Milo Djukanovic e trazer um partido pró-russo ao poder. Todos eles foram presos em Podgorica, a capital montenegrina. 

Na Sérvia, outro grupo de russos também foram presos com 120.000 euros em dinheiro e uniformes de forças especiais. Esses conspiradores russos também tinham equipamentos de criptografia e eram capazes de manter o controle do paradeiro do primeiro-ministro do país. 



Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...