27 de nov de 2016

Alemanha diminuirá “maciçamente” os direitos de privacidade




Speisa, 27 de novembro de 2016. 



Agora, quem não viu que isso iria acontecer? 

Conforme as autoridades alemãs estão ficando cada vez mais desesperadas para encontrar e capturar muitos dos terroristas que eles mesmos deixaram entrar no país durante a onda migrante do ano passado, isso afeta os alemães como um todo de muitas maneiras diferentes.  

O ministro do Interior Thomas de Maizière está planejando uma grande limitação dos direitos de privacidade na Alemanha, dizem os grupos de proteção de dados. Os alemães já não terão o direito de saber como os dados sobre si estão sendo coletados, relata o jornal alemão DW

Um projeto de lei divulgado pelo sindicato alemão para proteção de dados (DVD) esta semana revelou que o Ministério do Interior estava propondo limitar drasticamente os poderes das autoridades de proteção da Alemanha, proibindo-os de investigar suspeitas de violações de registros médicos e legais das pessoas. 

Além de expandir a videovigilância com o software de reconhecimento facial, o projeto limitaria os comissários de proteção de dados do próprio governo a verificar se os pré-requisitos técnicos estão em vigor para garantir que os arquivos dos médicos e advogados sejam seguros, mas os impede de acompanhar quando os cidadãos relatarem as suas preocupações de que os seus dados foram vazados. 

O projeto também acabaria com o direito dos cidadãos de saber sobre os dados que estão sendo coletados sobre eles – até mesmo por empresas privadas, e se a divulgação dessas informações “colocaria seriamente em perigo” os “propósitos comerciais” de uma empresa. Thilo Wichert, ex-comissário de proteção de dados para o Estado de Schleswig-Holstein e agora membro do conselho da DVD, condenou os planos de Maizière como uma erosão “maciça” da privacidade na Alemanha. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...