19 de jul de 2016

França – Explosivos são encontrados na casa de um taxista muçulmano “radicalizado” em Paris

Prólogo


Reparem no espírito de porco do governo francês. O The Local, embora seja parte da grande mídia, não esconde o fato dele ser um muçulmano, mas dá ênfase a suposta “radicalização”, ou seja, a fé islâmica jamais será tida como um perigo real. A criação da suposta radicalização  –  uma abstração do governo francês para continuar sendo complacente com o ideal político dos islamistas, que nada mais é do que destruir o Ocidente e trucidar os europeus em sua própria casa  –  está literalmente, pintando um alvo sob as cabeças dos franceses. 







The Local França, 19 de julho de 2016. 



A polícia prendeu um motorista de táxi em Paris depois de encontrar explosivos em sua casa, de acordo com relatos na França. 

A polícia interrogou o homem em sua casa nos subúrbios a sudeste de Paris na noite de domingo sobre um caso de roubo, informou Europe1 na terça-feira.

Entende-se que o jovem de 23 anos de idade tinha pelo menos voltado para a casa vazia uma vez depois de roubar os seus clientes de seu táxi deixando-os no aeroporto.

O suspeito já era conhecido dos serviços de inteligência franceses, e tinha uma assim chamada “ficha S” (atribuição que é dada às pessoas consideradas uma ameaça específica de segurança que inclui aqueles que foram radicalizados). [Ridículo!].

Quando os policiais revistaram a casa do homem, o caso tomou um rumo preocupante quando encontraram duas bananas de dinamite, detonadores e cabos de detonação.

Estes dispositivos foram entendidos como sendo totalmente operacionais. Eles também foram armazenados perigosamente, e considerando o calor, o que significa que poderiam potencialmente ter explodido de forma não intencional.

A polícia também encontrou a imagem duma bandeira do Estado Islâmico no telefone celular do homem, bem como a identidade de outra pessoa que é compreendida como tendo sido roubada na semana passada.

O homem foi levado em custódia pela polícia.

A prisão surge poucos dias depois de outro islâmico suspeito radicalizado ter passado por cima duma multidão de foliões no Dia de Bastilha, em Nice, matando 84 pessoas.

A França pretende agora alargar o seu estado de emergência nacional por mais três meses, depois de ter sido marcado para terminar no final de julho. O estado de emergência colocado em prática após os ataques terroristas de 13 de novembro do ano passado, em que 130 pessoas foram mortas em Paris. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...