23 de jul de 2016

Bálcãs – Cidadela europeia do Daesh: campos do Estado Islâmico em ação no Kosovo como creche para jovens terroristas

Estado Islâmico nos Bálcãs



Inserbia, 22 de julho de 2016. 



Belgrado – há pelo menos cinco campos de treinamento militar do Daesh no Kosovo, localizados em áreas remotas perto da fronteira da autoproclamada república entre a Albânia e a Macedônia, disse uma fonte próxima aos serviços de inteligência disse ao Sputnik. 

Em entrevista ao Sputnik, uma fonte próxima aos serviços de inteligência apontam pelo menos cinco campos de treinamento do Daesh (ISIL / ISIS), localizados em áreas remotas perto da fronteira do Kosovo com a Albânia e a Macedônia. 


Os maiores campos estão localizados em áreas adjacentes às cidades na linha Urosevac e Djakovica, bem como o distrito de Decani, disse a fonte, acrescentando que os campos menores foram monitorados nas regiões de Prizren e Pec. 

Um total de 314 albaneses do Kosovo se juntaram aos terroristas do Daesh e estão agora lutando contra as tropas do governo da Síria e do Iraque, entre eles 38 mulheres, de acordo com a fonte. 

Tal como para o recrutamento, há duas fases; primeiro é realizado por organizações não governamentais que operam no Kosovo em numerosas escolas privadas, disse a fonte. 

“Os futuros terroristas do Daesh sofrem ‘lavagem cerebral’ e lá eles também aprendem árabe e a estudar o Alcorão, algo que é seguido pela chamada ‘formação prática de combate’, liderada por ex-membros do Exército de Libertação do Kosovo (KLA). Eles normalmente ensinam os novatos a travar guerra de guerrilha e a lidar com armas, entre outras coisas”, de acordo com a fonte. 

“Além disso, cada campo tem vários terroristas do Daesh que decidem sobre o envio dos recrutas à guerra ou a preparação para que sejam homens-bomba”, disse a fonte, citando cerca de 70 famílias albanesas do Kosovo que decidiram juntar-se ao Daesh. 

A fonte também alertou para a possível propagação de tais campos para a Macedônia e a Bósnia, onde cerca de 800 jihadistas se estabeleceram durante as guerras na década de 1990. A Macedônia também está preocupada, o país está apenas começando a lidar com o problema, disse a fonte, referindo-se as aldeias macedônias que eram anteriormente centros da KLA, e que já foram transformadas em campos de treinamento do Daesh. 

Em 2013, sobre questões de segurança dos Bálcãs o site de notícias ocidental alertou para o território do Kosovo e da Albânia como sendo campos de treinamento do Daesh, algo que foi reconhecido por autoridades do Kosovo apenas um ano mais tarde. 

Enquanto isso, a fonte disse ao Sputnik que o processo de formação remonta 1999, quando os terroristas da A-Qaeda estavam envolvidos na formação dos militantes do KLA no Kosovo. 

Em uma entrevista separada com Sputnik no início desta semana, Fadil Lepaja, diretor do Centro de Estudos dos Bálcãs em Pristina, compartilhou a opinião de que, com as fronteiras existentes entre Kosovo e a Albânia e a Macedônia apenas no papel, o rastreamento de campos de treinamento islamitas é quase impossível. 

Ele observou que a luta contra apoiadores do Daesh é um problema global, em vez duma questão limitada ao Kosovo e a Albânia. Mesmo que a missão da OTAN no Kosovo (KFOR) e todos os outros serviços [de inteligência e monitoramento] relevantes mantenha um olhar atento sobre os que voltaram da guerra na Síria, ainda assim está muito difícil prever tudo, segundo ele. 

O Kosovo declarou independência da Sérvia em 2008, depois de passar vários anos sob a administração da ONU. É reconhecido por Washington e muitos países membros da União Europeia. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...