29 de jun de 2016

Finlândia - o presidente Niinisto: o Brexit não irá comprometer as estimativas de segurança finlandesa

Sauli Niinisto



YLE, 28 de junho de 2016. 




O presidente finlandês Sauli Niinistö  diz que a saída do Reino Unido da União Europeia não irá afetar materialmente a situação da segurança na Finlândia. O governo já tinha sido objetov de diversas críticas por não esperar até depois do referendo da saída ou permanência da Grã-Bretanha na União Europeia para emitir uma análise do atual ambiente de segurança. 

Falando à mídia em Puumala, sudeste da Finlândia, durante uma excursão nas províncias, o presidente Sauli Niinisto disse que a decisão do Brexit da semana passada não terá qualquer impacto significativo sobre a situação de segurança da Finlândia. Niinisto apontou que, até agora, a Grã-Bretanha não tinha mostrado qualquer interesse especial na política de segurança e defesa. 


Acho que é difícil ver como ela poderia mudar a nossa situação de segurança de qualquer maneira significativa”, disse Niinisto terça-feira. 

Niinisto parecia estar se referindo às críticas de que o governo deveria ter retido a sua avaliação de segurança até o resultado do referendo no Reino Unido antes da saída da União Europeia. 

O presidente observou que é importante seguir a União Europeia conforme ela se posiciona na sequência da saída do Reino Unido. Ele ressaltou que o presidente francês, François Hollande, disse que vai continuar a cooperação de segurança europeia. 

Niinisto também disse que não acreditava que a saída da Grã-Bretanha do bloco traria a Finlândia para perto da adesão à OTAN. 

O Reino Unido continuará a ser um membro forte da OTAN. Vimos que a Grã-Bretanha não esteve muito interessada em cooperação de segurança europeia”, comentou Niinisto. 

Preocupações sobre o impacto do Brexit sobre a segurança. 

Apesar das garantias de Niinisto, comentaristas na Finlândia têm expressado preocupações com o possível impacto dos resultados do referendo sobre a segurança finlandesa. 

Alguns têm notado que o Reino Unido tem o maior orçamento da União Europeia, e para além da França é a única potência nuclear da União e o membro permanente do Conselho de Segurança da ONU. Outros apontaram que a saída da Grã-Bretanha do bloco enfraquece significativamente a garantia de defesa mútua da União Europeia. 

O ex-ministro do interior, Paivi Rasanen disse ao IIta-Sanomat, um tabloide, que a Grã-Bretanha tinha sido um jogador importante na cooperação policial e antiterrorismo e disse que sua partida afetaria a cooperação de inteligência na região. 

Niinisto: a Rússia não se regozijou sobre o Brexit. 

Niinisto deverá acolher o presidente russo, Vladimir Putin para uma visita de trabalho em sua residência de verão em Kultaranta na sexta-feira. 

Os repórteres também perguntaram a Niinisto se a dupla vai ou não discutir o relatório da política de segurança recém-lançada da Finlândia. 

Eu não acredito que a avaliação política de segurança da Finlândia irá surgir durante nossas discussões”, respondeu Niinisto. 

No entanto, ele disse que o Brexit irá provavelmente fazer parte das conversações de sexta-feira e ele refutou as alegações sobre a satisfação russa sobre a decisão do Reino Unido sair da União Europeia. 

Eu, pelo menos não ouvi nada aqui – além das celebrações dos jovens membros finlandeses do partido”, comentou Niinisto. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...