28 de jun de 2016

Explosões no aeroporto internacional de Istambul matam 28 pessoas

Ambulâncias chegam ao aeroporto internacional de Istambul






Público, 28 de junho de 2016. 






CNN Turk fala também em tiroteio no parque de estacionamento. Número de feridos já subiu para as seis dezenas.

Duas explosões abalaram o aeroporto internacional Ataturk, de Istambul, provocando pelo menos vinte e oito mortos e várias dezenas de feridos, confirmou o Ministério do Interior turco.




Segundo a Reuters, o incidente está a ser tratado pelas autoridades como um ataque terrorista. Aparentemente, duas bombas explodiram à entrada do aeroporto, antes de ultrapassar os pórticos de raio-X que estão instalados junto às portas que dão acesso ao interior do terminal.

A mesma fonte detalha ainda que o incidente causou cerca de 60 feridos: seis deles encontram-se em estado crítico. Segundo o governador turco, Vasip Sahin, o número de mortos pode aumentar nas próximas horas. Sahin adianta ainda que o ataque terá sido provocado por três bombistas-suicidas.


De acordo com a CNN Turk, o ministro da Justiça disse que um terrorista abriu fogo antes de se fazer explodir na zona das entradas do aeroporto. 


Testemunhas citadas pela CNN Turk mencionam ainda um tiroteio no parque de estacionamento do aeroporto. Fontes da polícia citadas pela Reuters dizem que houve uma tentativa de neutralizar os suspeitos a tiro.

Os táxis de serviço no aeroporto estão a transportar feridos para os hospitais.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, marcou uma reunião de emergência com o primeiro-ministro, no palácio presidencial.

A cidade de Istambul já foi palco de vários ataques à bomba, este ano, entre os quais dois ataques terroristas em bairros turísticos que as autoridades atribuíram ao Estado Islâmico.

Também a capital do país, Ancara, foi alvo de atentados, o último dos quais matou 11 pessoas e feriu mais de 30 no centro da cidade, na zona que alberga edifícios governamentais e uma universidade -- e foi reivindicado por um grupo militante de separatistas curdos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...