28 de mar. de 2016

Novas documentações: Governo turco permitindo que os muçulmanos passem livremente através da Turquia para se juntar ao Estado Islâmico.

Prólogo. 

Erdogan está negociando com a União Europeia, para colocar o seu país dentro do bloco e assim, conseguir tirar proveito do sistema financeiro dos países membros, e também do tratado de Schengen. A Turquia também espera ter isenção de visto para os seus cidadãos. Agora pense só nisso: durante os próximos anos os europeus vão desembolsar 4,6 bilhões para os turcos, e eles ainda terão isenção de visto. O que poderia dar errado?



Desmentindo as negações de Erdogan. "A guerra é o engano," como disse Maomé. 

AFN News, 27 de março de 2016. (Graças a Jihad Watch, Por Robert Spencer).

As relações entre a Turquia e o Estado Islâmico documentado, mais uma vez.



Documentos apreendidos pela YPG e SDF refutam as afirmações do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, de que a Turquia impede a passagem do Estado Islâmico e Al-Nusra e seus militantes para a Síria. As centenas de documentos do SDF apreendidos na sede do Estado Islâmico em Til Hemis, Til Birak, Hol, Kobâne, Mount Kizawan, Seddadê, Girê Spi refutam as reivindicações do Presidente turco, que “membros do Estado Islâmico são capturados e trazidos de volta”. Nestes documentos, a passagem de terroristas do Estado Islâmico de todo o mundo que viajam da Turquia para a Síria, pode ser visto, particularmente de países como: Cazaquistão, Indonésia, do Tajiquistão. Os documentos provam que os terroristas do Estado Islâmico têm vindo a utilizar os aeroportos de Istambul e Adana, recebendo autorização de residência por parte do governo turco, e entrando na síria pelo Curdistão turco desde 2013.

Militantes do Estado Islâmico viajam através da Turquia. 

Após os militantes islâmicos cometer os massacres na capital da Bélgica em Bruxelas em 22 de março, Recep Tayyip Erdogan afirmou que a Turquia tinha “capturado os autores do massacre e os enviou de volta aos seus países”. Os documentos do SDF apreendidos em Seddadê e Girê Spi mostram que centenas de militantes do ISIS viajaram à Síria e ao Curdistão sírio com a ajuda do Estado turco. O estado turco, cujos laços com o Estado Islâmico se torna a cada dia mais claro, alega que tinha advertido a Bélgica sobre os militantes, a fim de encobrir a sua responsabilidade. No entanto, os documentos da SDF apreendidos mostram que centenas de militantes do Estado Islâmico viajaram da Síria para a Europa através da Turquia.

Os referidos documentos acima incluem carteiras de motorista, vistos eletrônicos turcos, autorizações de residência e documentos com selos de imigrações turcos de escritórios do aeroporto.

Estado turco controles de residências e transporte!

Os documentos apreendidos que incluem autorizações de residência tiveram suas informações omitidas sobre as datas de entrada e saída para a Turquia, que mostram que os militantes usaram principalmente Kilis e Urfa para chegar até a Síria e o Curdistão sírio.

Relações Turquia e Estado Islâmico são cristalinas!

Auxilio logístico e militar do Estado turco aos militantes jihadistas na Síria mostra que as relações Turquia e Estado Islâmico são cristalinas. Os documentos apreendidos pela SDF incluem informações de transferência de materiais químicos e explosivos da Turquia para a Síria. Um dos documentos pertence a um jihadista do Cazaquistão, chamado Bekmurzayev Meiirzhan, e outro assinado pela Polícia de Istambul do Gerente do Departamento Estrangeiro, e outro de ERkan Aydoga e Sultan Argerim, também do Cazaquistão. SDF também apreendeu um documento mostrando que um militante do Estado Islâmico Mukvsh Tolganay entrou através da Turquia pelo Aeroporto Do Turquistão Oriental, Kiyomov Thaumakul do Tadjiquistão, Syahhutra da Indonésia e centenas de outros militantes do Estado Islâmico tiveram autorização de residência emitida pelo Estado turco. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...