15 de dez de 2017

Suécia – quatro homens árabes condenados por roubo violento na casa de uma sueca de 97 anos



Speisa, 13 de dezembro de 2017. 



Durante a noite, em 31 de agosto, Elsa de 97 anos, acordou apenas para encontrar quatro homens árabes em pé em sua sala. Eles entraram pela porta do porão e depois impediram que ela fugisse, enquanto esvaziavam a sua casa com objetos de valor. Entre outras coisas, Elsa foi jogada na cama, bateram em suas costas, a imobilizaram ameaçaram-na com uma chave de fenda que um deles segurou apontando em direção ao seu pescoço. Além de tirarem objetos de valor pessoais, como anéis de casamento, etc., eles até mesmo comeram a comida da geladeira. 


Quando eles saíram depois de duas horas, foram ao caixa [eletrônico] retirar dinheiro. Em um total de nove saques, eles conseguiram retirar cerca de SEK 15.000 (US $ 1.700) da conta de Elsa e também tentaram reabastecer o carro com o seu cartão. 

Poucos dias depois, os homens tentaram entrar na casa de outra mulher de 95 anos, mas saíram sem levar nada. Quando fugiram da cena do crime, foram presos pela polícia, com bens roubados em seu carro os quais pertenciam a casa de Elsa a qual roubaram alguns dias antes. 

Os quatro homens foram sentenciados no Tribunal Distrital de Malmo em 05 de dezembro, por roubo, tentativa de roubo, fraude e tentativa de fraude. O promotor pediu oito anos de prisão, mas as penalidades foram menores. Afinal, é a Suécia. 

Heiderat Salim, de 28 anos, foi condenado à prisão por cinco anos e meio, Aladdin Al Arabi, de 18 anos, recebeu dois anos e nove meses de prisão, Mansour Alzafiri, de 18 anos, que tinha 17 quando o roubo foi cometido, recebeu um ano e dez meses na prisão juvenil, e Mohammad Al Agawi, de 20 anos, recebeu quatro anos de prisão e uma ordem de expulsão do país de 10 anos. 

O fato dos homens terem escolhido roubar essas duas casas era porque Salim havia trabalhado no serviço social e, portanto, sabia que havia mulheres solteiras lá e que havia objetos de valor para roubar, informa Skanska Dagbladet

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...