15 de dez de 2017

Reino Unido – Ofsted se prepara para disputa pelos “valores britânicos”



Instituto Cristão, 14 de dezembro de 2017. 



Ofested tentará dar aos seus “valores britânicos” uma nova vida, apesar de estarem por baixo pelas controvérsias nos últimos três anos. 

O relatório também sugere que os estudantes de Homeschooling deveriam se registrar nas instituições do Estado. 

Inspeções intrusivas. 

Nos próximos meses, o regulador escolar irá defender os mesmos valores que levaram a uma série de inspeções prejudiciais nas escolas confessionais. 

Em novembro de 2014, os inspetores de Osfted perguntaram as crianças em idade primária na escola cristã Grindon Hall, Sunderland, se conheciam meninos ou meninas que acreditavam ter nascido no corpo errado. 

Após a inspeção, a escola foi classificada como “inadequada”, com a Ofested afirmando que o ethos cristão da escola restringe “o desenvolvimento de uma abordagem mais ampla e equilibrada”. 

Agenda LGBT. 

Este ano, uma escola judaica ortodoxa foi punida pelo Ofsted por não aprovar a homossexualidade e o transexualismo. 

Vishnitz Girls School, uma escola particular em Hackney, no norte de Londres, falhou em três inspeções do Ofsted. 

Em seus relatórios sobre a escola, Ofsted atacou Vishnitz por não dar aos alunos uma compreensão completa dos valores britânicos. 

‘Sinistro’. 

John Denning, o Diretor de Educação do Instituto, descreveu a abordagem dos “valores britânicos” como “sinistra”. 

O senhor Denning disse: “Houve uma ladainha de inspeções controversas sobre ‘valores britânicos’ nos últimos anos, que são financiadas pelo Ofsted como uma solução para o extremismo. Na realidade, essas inspeções têm sido uma ferramenta para promover o politicamente correto”. 

As escolas cristãs sofreram, as escolas judaicas sofreram, apenas porque não endossam o secularismo. Neste contexto, o compromisso renovador do Ofested é bastante sinistro”. 

Educação escolar em casa. 

O relatório do Ofsted também se queixa de que “não haver a necessidade de registrar uma criança que seja educada em casa”. 

De acordo com a lei do Reino Unido, os pais têm a decisão final sobre como educar os seus filhos. 

No entanto, preocupações foram levantadas de que a Ofsted quer que a lei mude para que as famílias que usam o Homeschooling tenham que se registrar e passem a estarem sujeitas a inspeção. 

Desacreditado. 

O relatório também surge com a ideia desacreditada de que a fixação dos valores socialmente conservadores forma um elo entre as pessoas e a “violência”. 

No ano passado, o ex-ministro do gabinete, Liam Byrne, advertiu que essa ideia – no centro da estratégia de combate ao extremismo pelo governo – precisa ser “repensada”. 

Bryrne disse à BBC Radio 4: “Temos que abandonar o que é o cerne da política do governo, que é essa noção de que existe um elo entre religiosidade e extremismo violento”. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...