17 de ago de 2016

EUA e Rússia podem colaborar na Síria - minando os Estados Unidos no Oriente Médio





Euronews, 16 de agosto de 2016.



O que há pouco tempo parecia impossível, parece estar prestes a realizar-se: Ações militares conjuntas dos Estados Unidos e da Rússia na Síria, mais precisamente em Alepo.




O ministro russo da Defesa, Serguei Shoigu, deu a entender que esta aliança seria realidade em breve. O departamento de Estado norte-americano não confirma nem desmente.

“Passo a passo, estamos a aproximar-nos de um plano que nos vai permitir lutar juntos, e estou a falar apenas de Alepo. Isto para que possamos trazer a paz a esta terra e as pessoas possam regressar a casa”, disse Shoigu numa entrevista televisiva.

A aproximação é surpreendente, tendo em conta que a Rússia é a mais fiel aliada de Bashar el-Assad, enquanto os Estados Unidos querem afastar o presidente sírio.

Entretanto, o secretário americano da Defesa, Ashton Carter, congratulou-se pelo fim do controlo do grupo radical Estado Islâmico em Mambij. O próximo objetivo é Raqqa, bastião do Daesh na Síria.


Nenhum comentário:

Postar um comentário