13 de abr de 2018

Reino Unido — sindicato dos professores pede que 'direito ao aborto' seja ensinado nas escolas secundárias




Instituto Cristão, 13 de abril de 2018.



O aborto deve ser ensinado como um “elemento essencial” do currículo da escola secundária de acordo com o maior sindicato de educação do Reino Unido.

A União Nacional de Educação (NEU) — uma fusão da União Nacional de Professores e da Associação de Professores e Mestres — realizou um debate sobre a questão em sua conferência anual em Liverpool na quarta-feira.

O NEU aprovou uma moção para pressionar o governo por essa medida — apesar das preocupações levantadas por alguns dos professores presentes.


'Ser neutro'.

Vicent Conyngham, um professor de North Yorkshire, acrescentou: “Esta moção é um alinhamento com uma ideologia liberal particular que afirma que o aborto deve estar disponível sob demanda, sem questionamentos”.

Trevor Cope, um professor de Devon, disse que não poderia apoiar o movimento, pois, não se sentia à vontade para expressar suas opiniões em sala de aula. 

Eu preciso ficar neutro. Eu preciso ensinar os fatos. Eu não preciso de uma política ditando quais são as minhas opiniões”.

Alguns professores que votaram pela moção alegaram que as discussões com os alunos eram necessárias, já que informações “imprecisas” sobre o aborto estava sendo dadas por pais e grupos pró-vida.

Relacionamentos e Educação Sexual.

O Governo concluiu recentemente um “apelo a evidências” sobre a nova disciplina de Relacionamentos e Educação Sexual para escolas secundárias. Uma consulta completa se seguirá.

Os críticos levantaram preocupações de que os planos promovam “materiais explícitos” para crianças as quais “são jovens demais para entender”.

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...