4 de out de 2017

Escola australiana pretende proibir termos masculinos e femininos para tornar o ambiente mais "inclusivo"




Daily Mail, 02 de outubro de 2017 





Termos de gênero masculino e feminino poderiam ser despojados das salas de aula australianas como forma de tornar as crianças transgêneros mais confortáveis. 

Em uma ação para tornar as salas de aulas mais neutras em termos de gênero, as partes do corpo podem ser descritas por sua função, em vez de seus nomes tradicionais, de acordo com o The Australian

Os termos, incluindo “pênis e vagina”, poderiam ser trocados por “esperma e óvulos” e “tecido erétil” poderia ser usado para descrever o pênis e o clitóris se as escolas começassem as aulas de educação sexual com foco no gênero neutro. 


Uma relatório sobre as políticas de educação sexual na Nova Zelândia publicada pelo Journal of Sex Education discutiu como o movimento LGBTI poderia influenciar a educação sexual. 

O relatório de Damien Riggs e Clare Bartholomaeus da Universidade Flinders na Austrália do Sul exige a neutralidade de gênero que procura não mais identificar “um homem como tendo um pênis e uma mulher uma vagina”. 

Isso acontece um mês depois que duas alunas do ensino médio católico de NSW, que se identificam como homens, ganharam uma disputa para vestir uniformes de meninos apesar de nascerem meninas. 

O Colégio Católico da Trindade permitiu que os alunos usassem banheiros unissex e mudassem os seus nomes na lista da escola. 

A faculdade também está considerando um “uniforme e termos de gênero neutro” para toda a escola. 

Como professor associado em trabalho social, o senhor Riggs disse ao jornal que a educação sexual sexista neutralizadora de gênero poderia ser difícil de entender, mas abriu a discussão entre pais e filhos sem que eles “tropeçassem com a linguagem”. 

Riggs disse que neutralidade na sala de aula reduziria as gravidezes indesejadas e reduziria o número de crianças sendo coagidas a terem relações sexuais que não queriam, incluindo as crianças transgênero. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...