6 de jul de 2017

Turquia rejeita trocar adesão à UE por outro acordo, reclamado pelos eurodeputados




Euronews, 06 de julho de 2017 



Por Isabel Marques da Silva 



As negociações para a adesão da Turquia à União Europeia devem ser formalmente suspensas “caso a reformas constitucionais sejam aplicadas sem alterações”. A posição é do Parlamento Europeu que aprovou, quinta-feira, um relatório com 477 votos a favor.

O governo de Ancara reagiu de imediato, durante uma reunião com o comissário europeu para o Alargamento, Johannes Hahn, em Istambul.

Nem sequer vamos ponderar esta questão. Rejeitamos todas as propostas para abandonar as conversações de adesão entre a Turquia e a União Europeia e substituí-las por uma cooperação mais forte nas áreas do contraterrorismo, migração ou outras”, disse Omer Celik, ministro para os Assuntos Europeus da Turquia.




Os eurodeputados consideram que a proposta de alterações à Constituição turca não respeita os critérios de Copenhaga, que definem as condições para a entrada de um país no clube europeu.

Cada vez mais, a Turquia vai receber este tipo de críticas por parte da União Europeia e enfrentar este tipo de pressão, ou seja, a ameaça de suspensão formal das negociações será colocada mais vezes sobre a mesa”, explicou, à euronews, Seda Gurkan, professora de Assuntos Europeus na Universidade Livre de Bruxelas.

O referendo, de abril passado, abriu caminho para alterações à Constituição turca que não respeitam os princípios fundamentais da separação de poderes, na opinião do Parlamento Europeu.

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário