27 de jul de 2017

Áustria – prisão perpétua para um homem palestino suspeito de conspiração terrorista e de pertencer ao Hamas




The Local At, 25 de julho de 2017 



Um homem palestino suspeito de pertencer ao grupo terrorista islâmico Hamas recebeu uma sentença de prisão perpétua na Áustria por planejar um ataque terrorista contra judeus em Israel. 

Aos 27 anos de idade ele foi preso em um centro para requerentes de asilo na Baixa Áustria em julho passado, e foi considerado culpado na segunda-feira de pertencer a uma organização terrorista e de incitar o assassinato. 

Os promotores acusaram-no de entrar em contato com dois homens nos territórios palestinos através de aplicativos de mídia social e ordenar-lhes para levar a cabo o assassinato de judeus em Jerusalém. 


Ambos os cúmplices foram detidos pelas autoridades israelenses em junho de 2016, o que levou à prisão do suposto mentor no mês seguinte na cidade austríaca de Gmund. 

Mensagens de celular foram trocadas entre o trio e revelando que ele havia dito aos outros homens na Palestina para jogar “maçãs” – uma palavra código para granadas de mão – no meio da multidão em Jerusalém, de acordo com o Ministério Público austríaco. 

Ele também aparentemente disse a testemunhas que depõem no julgamento que estava “orgulhoso de ser parte do Hamas”. 

O homem, que nega todas as acusações e disse que vai recorrer da condenação, já havia sido preso na idade de 14 anos em Gaza e passou nove anos na prisão por violência contra soldados israelenses. 

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário