5 de jul de 2017

Alemanha – um grupo de muçulmanos armados aterroriza mulheres chechenas “imorais” em Berlim





The Local De, 05 de julho de 2017 



Um grupo de homens chechenos armados espancaram ou ameaçaram várias mulheres em Berlim nas últimas semanas por não respeitarem “sua” compreensão retrógrada do Alcorão, relatou Tagesspiegel

Duas jovens mulheres chechenas foram espancadas pelo grupo, sofrendo lesões graves, enquanto outras duas foram ameaçadas e perseguidas. Um homem também foi atacado e espancado, informou o jornal de Berlim nessa quarta-feira depois de entrevistar várias vítimas. 

O jornal também viu um vídeo feito pelo grupo e compartilhado na comunidade chechena da capital. 

No vídeo, um homem mascarado aponta uma arma para a câmera. Ele afirma que algumas mulheres chechenas na Europa estão fazendo coisas “indescritíveis”, acrescentando que “vamos puni-las” se a ocasião chegar. 


Afirmando que o grupo possui 80 membros que juraram fidelidade ao Alcorão, o homem ameaça: “Estamos chegando às ruas. Não digam que não foram avisados. Não digam que não sabiam.”. 

Membros da comunidade chechena disseram a Tagesspiegel que o grupo é composto por até 100 membros, e que eles estão armados e que os seus líderes têm experiência em guerra [terrorismo]

A força de segurança do estado de Berlim, responsável pela investigação de crimes politicamente motivados, agora passou a investigar, de acordo com o artigo do jornal. 

A polícia de Berlim se recusou a comentar a história e não estava disponível quando o The Local tentou contatá-los pela manhã dessa quarta-feira. 

Na terça-feira, o Ministério do Interior divulgou números anuais sobre movimentos extremistas na Alemanha, alegando que os salafistas – pessoas que aderiram a uma “interpretação particularmente linha-dura do Islã" – aumentaram em número de 8.350 em 2015 para 10.000 agora. 

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário