31 de dez de 2016

Áustria – OSCE, com sede em Viena, invadida por “grupo de hackers russos”




The Local At, 28 de dezembro de 2016. 



O organismo internacional de observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) confirmou quarta-feira ter sido vítima de um “grande” ataque cibernético.

No início de novembro, a OSCE tomou conhecimento de um importante incidente de segurança da informação”, disse a porta-voz da OSCE, Mersiha Causevic Podzic, à AFP por e-mail. 

O ataque “comprometeu a confidencialidade” da rede de TI da OSCE e colocou a sua integridade em risco”, embora a organização ainda pudesse operar, disse ela. 

De acordo com o jornal francês Le Monde, que primeiro relatou o incidente, uma agência de inteligência ocidental acredita que o grupo russo de hackers, o APT28 esteve por trás do ataque. 

Acredita-se que este grupo, também conhecido como Paw Storm, Sofacy e Fancy Bear, esteja por trás de outros ataques cibernéticos de alto nível e esteja ligado aos serviços de segurança da Rússia, disse o Le Monde

A OSCE se recusou a comentar sobre isso, dizendo apenas que “a maneira como o atacante acessou a OSCE foi identificada, assim como alguns dos destinos de comunicação externa”. 

A OSCE com sede em Viena tem suas origens na Guerra Fria, mas depois de 1991 a organização se expandiu e agora está presente em 57 Estados-Membros, incluindo os Estados Unidos, a Rússia e a Ucrânia. 

Atualmente, tem cerca de 700 monitores mantendo o olho no conflito no leste da Ucrânia e também ativos no monitoramento de eleições e liberdades de imprensa.  

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário