4 de mai de 2018

Suécia – governo sueco faz filmes com informações sobre sexo para as imigrantes

"Os direitos sexuais e reprodutivos incluem coisas como gravidez, aborto e sexo seguro", diz a legenda original no site



The Local SC, 03 de maio de 2018. 



O governo da Suécia financiou uma série de filmes para ensinar as mulheres migrantes sobre sexo, seus órgãos sexuais e os seus direitos reprodutivos [aborto]. 

A Associação Sueca para Educação em Sexualidade (RFSU), uma instituição de caridade sexual, já fez onze filmes, que atualmente estão sendo traduzidos para 14 idiomas diferentes. 

Os filmes de animação, os primeiros colocados online no final de março, cobrem todos os aspectos do sexo puramente por prazer, com títulos como “Lust and Pleasure” e “Genitália Feminina”, a gravidez, doenças sexualmente transmissíveis, aborto e mutilação genital feminina. 



Queremos que seja absolutamente não condescendente, ou humilhante, queremos que seja fortalecedor, que na Suécia você tenha esses direitos”, disse ao The Local Magdalena Abrahamsson, que liderou o projeto. 

Os vídeos, que são mais parecidos com apresentações de slides do que filmes, comunicam a abordagem prática da Suécia ao sexo em árabe, dari, somali, persa, norte e centro curdo, inglês e outros idiomas. 

Para algumas pessoas, a coisa mais prazerosa é ser acariciada”, diz o narrador em Lust and Pleasure, “enquanto outros gostam de colocar algo na vagina”. 

O vídeo continua descrevendo como o clitóris se torna ereto durante a excitação sexual, a masturbação e o uso de lubrificantes, terminando com uma mensagem sobre a importância de uma boa comunicação com o seu parceiro sexual e de ser “aberta e curiosa”.

Abrahamsson disse que a RFSU não descobriu se as mulheres recém-chegadas de países sexualmente conservadores como a Somália, Afeganistão ou Síria, sentiram como se o material fosse embaraçoso ou ofensivo. 

Nós não achamos que houve alguma dificuldade, bem pelo contrário, tivemos uma resposta positiva, que as pessoas acham que é muito interessante, interessante e importante obter essas informações”, disse ela. 

Na quinta-feira, a Ministra das Relações Sociais, Annika trandhall, anunciou que esse projeto receberia mais de 3,7 milhões de coroas suecas (US $ 416.000) em financiamento. 

Nós estabelecemos que algumas das mulheres neste grupo de recém-chegados vêm de sociedades com normas, regras e leis completamente diferentes”, disse ela à agência de notícias TT, da Suécia. 

Este projeto dará a este grupo de mulheres uma melhor chance de entender os direitos sexuais e reprodutivos na Suécia”. 

Com o novo financiamento, a RFSU pretende traduzir os filmes para mais idiomas e também projetar um conjunto de cursos personalizados voltados para intérpretes. 

Isto segue o feedback de parteiras e ginecologistas na Suécia, que disse à RFSU que os tradutores muitas vezes não possuem a terminologia ou o conhecimento básico para discutir a saúde sexual. 

A organização também planeja educar um grupo de “casais de educadores” que falam algumas das 14 línguas, para que possam então transmitir o conhecimento para outras pessoas em suas comunidades. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...