29 de mai de 2018

Bálcãs – Confronto entre albaneses e sérvios frequentadores da igreja sérvia no Kosovo

Polícia do Kosovo.



Balkan Insight, 28 de maio de 2018. 



Por Serbeze Haxhia



Um homem ficou ferido e outro foi preso quando os albaneses do Kosovo, na vila de Klina, protestavam contra sérvios expulsos após o conflito de 1999, que voltaram para visitar a igreja local sérvia. 

O Ministro do Retorno e Comunidades do Kosovo, Dalibor Jevtic, condenou o incidente nessa segunda-feira, que teve uma pessoa ferida quando moradores de Klina bloquearam uma estrada em protesto contra os sérvios visitantes. 


Isso é inaceitável e, para este e outros incidentes semelhantes, devemos interferir”, disse Jevtic. 

Um militante sérvio deslocado foi ferido por manifestantes albaneses, enquanto outro, identificado apenas pelas iniciais LB, foi deito pela polícia depois de ter sido identificado por manifestantes albaneses como suspeito de ter matado civis albaneses em março de 1999. 

A polícia informou que o suspeito está detido na delegacia de Polícia de Peja /Pec “para avaliação adicional”. 

A polícia disse que o confronto começou quando cerca de 60 moradores albaneses da vila bloquearam a estrada em protesto contra a visita de 50 sérvios deslocados, que chegaram na segunda-feira de manhã para a celebração de um culto religioso na igreja ortodoxa local. 

Durante a cerimônia… um residente sérvio, RK (1995), agora residindo na Sérvia, foi ferido. Ele foi enviado para o Hospital Regional de Peja / Pec para tratamento adicional e, de acordo com a equipe médica, ele está em condição estável”, disse a polícia em um comunicado. 

A polícia disse que os sérvios deixaram a aldeia com uma escolta policial e que agora estão buscando o suposto autor do ataque ao homem ferido. 

Jevtic disse que há muitos incidentes “inaceitáveis” como esse no Kosovo. 

Tivemos muitas situações desse tipo. É triste que, desta forma, os sérvios deslocados estejam cientes de que não são bem-vindos no Kosovo”, acrescentou. 

O chefe do escritório do governo sérvio no Kosovo, Marko Djuric, também condenou o incidente. 

O ostracismo, a intolerância e o ódio não têm lugar na Europa moderna e insisto, em nome da humanidade, mas também em nome dos valores europeus, que a violência contra os ortodoxos no Kosovo e Metohija cesse”, disse Djuric. 

Embora não existam números oficiais, a Human Rights Watch estimou que mais de 164.000 sérvios deixaram o Kosovo após o fim da guerra, em junho de 1999. 

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...