31 de jul de 2017

Venezuela: opositores denunciam 15 mortes durante votação da Constituinte

Processo foi marcado por violência e baixa adesão popular


Epoch Times, 31 de julho de 2017 






Processo foi marcado por violência e baixa adesão popular

A Mesa de Unidade Democrática (MUD), que concentra partidos opositores na Venezuela, denunciou a morte de 15 pessoas durante repressão aos protestos deste domingo (30). A informação é da deputada opositora Delsa Solórzano. Ela disse ainda que uma das vítimas é um menino de 13 anos. Dez das mortes ocorreram no interior do país, em Mérida e Táchira.

Até o momento, o Ministério Público afirmou que houve sete mortos no decorrer dos protestos contrários à votação para a Assembleia Nacional Constituinte, convocada pelo presidente Nicolás Maduro.




Ao todo, de acordo com a contagem da Procuradoria venezuelana, 114 pessoas morreram desde que começaram os protestos no país, em abril.

Abstenção

A aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) estima que só 12% dos venezuelanos votantes compareceram neste domingo às urnas para escolher os integrantes da Assembleia Nacional Constituinte (ANC) convocada pelo líder, Nicolás Maduro, para alterar a Constituição.

O deputado da MUD Andrés Velásquez comunicou que houve 2.483.073 votos contabilizados nos centros de votação às 18h (hora local), horário de término do pleito.

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário