23 de mai de 2017

Venezuela: 7 semanas de protestos contra Nicolás Maduro



Euronews, 23 de maio de 2017. 



A oposição venezuelana voltou às ruas, na segunda-feira, e juntou-se aos trabalhadores da área da saúde que marcharam contra o governo de Nicolás Maduro.

Esta é a sétima semana, consecutiva, de protestos contra o presidente.



A oposição, médicos, estudantes de medicina, entre outros, exigiram que o Governo colocasse fim à escassez de medicamentos e materiais básicos, que colocam em causa os cuidados de saúde, no país.

Quantos médicos deixaram o país? Calcula-se que mais de 20 mil médicos deixaram a Venezuela nos últimos tempos para exercer medicina noutros países. Nós, venezuelanos, estamos a perder tudo, mas eles não conseguiram roubar-nos a nossa esperança, a nossa convicção, a nossa firmeza, como estamos a demonstrar, lutando para que nosso país tenha um futuro”, afirmou o líder da oposição Henrique Capriles.



A polícia venezuelana recorreu a gás lacrimogéneo e ergueu barricadas nas ruas de Caracas para evitar que a marcha chegasse ao Ministério da Saúde, como estava previsto.

As manifestações a favor e contra o presidente Nicolás Maduro intensificaram-se, na Venezuela, desde 1 de abril.

Pelo menos 48 pessoas morreram, já, nos confrontos com as autoridades.

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário