30 de mai de 2017

Ex-prisioneiro de Guantánamo detido com mais seis pessoas por pertencer a rede terrorista francesa




Military Times, 30 de maio de 2016. 



PARIS – um ex-prisioneiro de Guantánamo está entre seis pessoas que foram detidas pelas suas supostas ligações com uma rede de recrutamento jihadista ligada ao grupo Estado Islâmico, na terça-feira, disse uma fonte judicial francesa. 

Entre os suspeitos presos em Bordeaux estava Sabir Mahfouz Lahmar, que foi libertado do centro de detenção dos Estados Unidos em Cuba em 2009 [adm Obama] depois que a França concordou em aceitá-lo, disse o oficial, que falou sob a condição de anonimato para discutir o caso. 

Lahmar foi um dos seis argelinos detidos na Bósnia em 2001 sob suspeita de conspirar para explodir a embaixada dos Estados Unidos em Sarajevo. O Departamento de justiça depois voltou atrás com as acusações, mas manteve os homens em Guantánamo durante anos. O ex-presidente Nicolas Sarkozy concordou em levá-los em abril de 2009, e Lahmar se mudou para Bordeaux no final daquele ano. 

O oficial francês disse que Lahmar, aos 48 anos, é o mais velho dos quatro homens e duas mulheres que foram presos e disse que não havia indicações de que o grupo estava planejando um ataque. 

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário