2 de abr de 2017

Theresa May diz que Gibraltar faz parte do processo de ativação do artigo 50




Euronews, 02 de abril de 2017. 


Por Nara Madeira



A Primeira-ministra britânica diz ter considerado que Gibraltar, enclave do Reino Unido no sul de Espanha, estava subentendido no processo de ativação do artigo 50.

A reação surge depois da União Europeia ter considerado que, como Theresa May não o mencionou, expressamente, as negociações sobre o território têm de ser feitas entre Londres e Madrid.

A atual situação faz, Michael Howard, antigo líder dos conservadores britânicos, relembrar o que se passou nas Malvinas entre Argentina e Reino Unido:




Há trinta e cinco anos, outra mulher Primeira-ministra enviou um grupo de trabalho, pelo mundo, para defender a liberdade de outro pequeno grupo de britânicos, contra outro país de língua espanhola. Estou, absolutamente, certo de que a nossa atual Primeira-ministra vai mostrar a mesma determinação em estar ao lado do povo de Gibraltar”, afirmou Michael Howard.


Noventa e seis por cento dos gibraltinos votaram pela permanência na UE, no referendo sobre o “Brexit”.

Em outubro Madrid propôs, formalmente, e pela segunda vez, a Londres, a partilha da soberania sobre o território, que permitiria a Gibraltar manter-se na UE. A proposta tinha sido rejeitada, em 2002, em referendo.


De acordo com a primeira-ministra britânica, em comunicado divulgado este domingo, e depois de falar com o chefe do governo de Gibraltar, Fabian Picado, Londres não cederá a soberania sobre Gibraltar sem o acordo da população.

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário