27 de abr de 2017

Canadá – Enquanto Trump baixa impostos, o Canadá trilha uma "estrada mortal" com o aumento feito por Trudeau

"Espero que os liberais americanos tenham uma boa vida no Canadá lol"



Toronto Sun, 26 de abril de 2017. 



Enquanto o primeiro-ministro Justin Trudeau aumenta os impostos no Canadá, o presidente norte-americano, Donald Trump, propôs quarta-feira os maiores cortes de impostos para os americanos em uma geração. 

Isto é bom para os Estados Unidos, mas ruim para o Canadá. 

Trudeau está impondo atualmente um preço nacional do carbono sobre os canadenses, que se traduz em impostos e preços mais elevados em quase todos os bens e serviços, e [ele] já renegou a sua promessa de campanha de reduzir as taxas de impostos de empresas de pequeno porte. 


O seu “corte de impostos para a classe média” altamente divulgado durante a eleição não resultou em ser “receita neutra” como prometeu. 

Em contraste, Trump não só rejeitou os impostos sobre o carbono, mas anunciou na quarta-feira planos para reduzir as taxas de impostos individuais, corporativos e de pequenas empresas, enquanto simplifica drasticamente o código tributário norte-americano. 

Baixos impostos nos Estados Unidos, ainda de longe o nosso maior parceiro comercial, combinado com o aumento dos impostos no Canadá, só pode acabar mal para os canadenses. 

Eles aumentarão nosso custo de vida ao mesmo tempo em que tornam as empresas canadenses menos competitivas com suas contrapartes nos Estados Unidos. 

Isso poderia transformar nossa economia numa “estrada mortal”, como Lann Lee, professor associado da Carleton University Sprott School of Business, advertiu no ano passado prevendo tal cenário se desenrolando. 

Isso é o que acontece quando as políticas financeiras de Trudeau, construídas em torno da filosofia Care Bare [welfare state] de expandir a economia de “coração aberto”, ocorrem ao mesmo tempo em que afirma que “o orçamento se equilibrará”, são trazidas para o mundo real. 

Na quarta-feira, Trump anunciou planos para maciçamente simplificar o código de imposto de renda pessoal dos Estados Unidos, cortando os sete tributos de imposto de renda existentes para três, bem como reduzindo as taxas de imposto corporativo e de pequenas empresas em mais da metade. 

Os críticos das propostas de Trump queixaram-se de que aumentarão substancialmente o deficit dos Estados Unidos. 

Mas mesmo que isso aconteça, não tornará a economia canadense sob Trudeau mais competitiva. 

Afinal, Trudeau, na pré-eleição, prometeu aos canadenses “modestos” déficits anuais ao longo de seu mandato de quatro anos totalizando US $ 24,1 bilhões, com um superávit de US $ 1 bilhão em seu último ano em 2019-2020, antes de encarar os eleitores novamente. 

No pós-eleição, o último orçamento de Trudeau marcou déficits totais do Canadá em seu primeiro mandato em torno de US $ 93,3 bilhões, um aumento de 287% sem compromisso de equilibrar o orçamento a qualquer momento no futuro previsível.  

Assim como as suas "ideias brilhantes". 

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário