15 de mar de 2017

Na Islândia, 100% dos bebês diagnosticados com síndrome de Down são abortados. Pense sobre isso




LifeSiteNews, 14 de março de 2017. 



Por Lauren Bell



14 de março de 2017 (PregnancyHelpNews) – Em recentes declarações à Assembleia de Cidadãos da Irlanda, Dr. Peter McParland, um obstetra na Maternidade Nacional, apontou para um sinal de coisas que ainda estão por vir. 

Na Islândia”, disse o médico, “todos os bebês – 100% de todos os diagnosticados com síndrome de Down – são abortados”. 

Os horrores da afirmação acima podem ser mal compreendidas. A Islândia tornou-se a primeira nação a se vangloriar de erradicar a síndrome de Down do seu país. 


Dr McParland expôs sobre esta aniquilação sistemática afirmando: “Não houve um único bebê com síndrome de Down nascido na Islândia nos últimos cinco anos”. 

A Islândia não está sozinha em suas aspirações de criar um mundo livre da síndrome de Down. O holocausto dos bebês com síndrome de Down é uma epidemia global, tirando a vida de seres humanos criados à imagem de Deus com base num diagnóstico pré-natal que indica a síndrome de Down. 

A Dinamarca segue de perto a Islândia e prevê que será uma nação livre da síndrome de Down nos próximos 10 anos. 

Entretanto, 90% dos bebês diagnosticados com síndrome de Down no útero são abortados na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos. 

Entre as muitas razões pela qual estas estatísticas são tão trágicas é que alguns bebês diagnosticados no útero com síndrome de Down nascem sem a doença, enquanto em outros casos, os médicos que não conseguem reconhecer os traços da síndrome de Down através de testes de pré-natal, no qual estão usando abertamente o título chocante de procedimentos legais de“nascimento indevido”. 

Mesmo supondo que todos os diagnósticos  estejam corretos, exatamente quem estamos erradicando do nosso planeta? 

NBC News apontou para os estudos mostrando o seguinte: 


  • 99% das pessoas com síndrome de Down estão felizes com suas vidas. 
  • 97% das pessoas com síndrome de Down gostam de ser quem são. 
  • 96% das pessoas com síndrome de Down se dão bem com a sua aparência. 


Estatisticamente, a grande maioria das pessoas com síndrome de Down são membros felizes, satisfeitos e afetuosos da sociedade – algo que não poderia ser dito das pessoas nascidas com a deficiência. 

A síndrome de Down não tem de ser uma sentença de morte. 

Como o nosso mundo está cada vez mais desvalorizando a vida tentativa de (e em alguns casos, ter sucesso) “limpar” o mundo de qualquer pessoa que pode ter uma deficiência, Hertbeath International 24-7 Contat Center Option Line está de pé contra essas forças culturais. 

Há necessidade urgente da Option Line e as muitas organizações de ajuda à gravidez conectadas à Option Line, aumentam diariamente. 

Em janeiro, somente os consultores da Option Line responderam a 23.660 ligações, textos, e-mails e bate-papos ao vivo de mulheres e homens que procuravam ajuda durante uma gravidez inesperada. 

Uma dessas chamadas veio de uma mulher grávida de gêmeos que estava desesperadamente procurando ajuda. Seu médico tinha acabado de entregar a devastadora notícia: “Os resultados do seu teste são positivos para síndrome de Down”. 

A mulher sentia-se sozinha, confusa e em conflito do que fazer em seguida. Era sua primeira gravidez e ela não tinha previsto receber tais notícias. Na maioria dos casos, os profissionais médicos exortariam esta mulher a considerar a interrupção da sua gravidez através do aborto. 

Em vez disso, o consultor altamente treinado da Option Line foi capaz de oferecer sua esperança e ajuda prática. 

A consultora da Option Line explicou que não importa qual o resultado de sua gravidez, o apoio estava disponível. Ela foi capaz de conectar a mãe amedrontada a um centro de ajuda de gravidez local imediatamente. 

O consultor da Option Line terminou a conversa orando com a mãe. Ao final do telefonema, a mãe se sentia segura e corajosa ao enfrentar o futuro. 

Nunca é fácil para um pai receber notícias devastadoras durante uma gravidez. Mas a esmagadora maioria dos pais que têm um filho com síndrome e Down relatam a sua visão sobre a vida que é muito mais positiva por causa de seu filho.   

O valor de uma criança nascida com qualquer deficiência não pode ser erradicado por qualquer nação. São criadas à imagem de Deus. 

Isso não é menos verdade na Islândia e na Dinamarca, ou do que na Irlanda ou nos Estados Unidos.  E não é menos verdade com base na contagem de cromossomos de uma pessoa.  
Reproduzido com permissão da Pregnancy Help News. (Graças a LifeSiteNews). 

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário