27 de mar de 2017

Alemanha: CDU de Merkel contraria "efeito Schulz" no Sarre - Socialismo vs Socialismo



Euronews, 27 de março de 2017. 






Martin Schulz falhou este domingo o primeiro teste como líder dos social-democratas alemães. O SPD apenas obteve 29 por cento dos votos nas eleições regionais no estado do Sarre.

Mas a pequena região na fronteira com a França apenas representa 1 por cento da população e o ex-presidente do Parlamento Europeu continua com a mira apontada às legislativas de setembro.

Schulz frisou que “o SPD vai focar-se numa análise sóbria dos resultados, das vantagens e desvantagens, dos prós e contras” e vai “tirar as conclusões necessárias para as eleições que estão pela frente”.



A ministra-presidente Annegret Kramp-Karrenbaeuer continua assim à frente dos destinos do Sarre, depois dos democratas-cristãos arrecadarem 49 por cento dos votos.

Uma importante vitória para a CDU de Angela Merkel, que contraria assim o “efeito Schulz”.

Visivelmente contente, a chanceler alemã afirmou que a União Democrata Cristã (CDU) “tem ainda um duro trabalho pela frente. Será uma campanha eleitoral difícil, mas tem todas as hipóteses […] nas suas mãos e os resultados [deste domingo] confirmam-no”.

Antes das legislativas, a 24 de setembro, os partidos alemães voltarão a medir forças em dois escrutínios regionais, em maio, em Schleswig-Holstein e na Renânia do Norte-Vestefália.




A ascensão rápida de Martin Schulz não foi sufiente para arrancar uma primeira vitória eleitoral.

A União Democrata Cristã (CDU) de Angela Merkel conquistou quase 41% dos votos nas eleições regionais no estado do Sarre…tendo derrotado o Partido Social-Democrata alemão (SPD) com cerca de 29% dos votos.

Annegret Kramp-Karrenbaeuer vai então continuar à frente dos destinos do mais pequeno estado germânico.


A chefe do governo estadual, após a divulgação dos resultados lembrou que “fez a campanha com Angela Merkel. Lado a lado, com o partido federal. Mas deixou claro que se discutiu a política regional e o futuro da região”.


Esta votação assumiu alguma importância nas últimas semanas: foi vistas como barómetro para as eleições nacionais de setembro. Mas agora os analistas acreditam que este resultado é fruto do bom trabalho da candidata e não do partido. No lado dos derrotados, Martin Schulz “assumiu que não foram atingidos os objetivos”. Mas garante que a meta final ainda pode ser alcançada: "a mudança do governo da Alemanha”.

Quanto aos restantes partidos, o Die Linke obteve 13% dos votos. O partido populista de direita Alternativa para a Alemanha (AfD, na sigla germânica), conquistou 6%. Os Verdes alemães 4,5% dos votos, enquanto os liberais do FDP obtiveram 3%.

O estado de Sarre é governado há quase 18 anos pela CDU – atualmente em aliança com o SPD, no mesmo formato que a coaligação formada a nível federal.

As próximas eleições regionais estão agendadas para maio em Schleswig-Holstein e Renânia do Norte-Vestfália. O primeiro é um pequeno estado no norte do país, na fronteira com a Dinamarca. O segundo, o mais populoso do país, está situado no oeste. Ambos são governados pelo SPD.

Artigos recomendados: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário