22 de fev de 2017

Suécia – Malmo é uma das cidades mais perigosas da Europa Ocidental




Speisa, 21 de fevereiro de 2017. 



Malmo não é só a cidade mais perigosa da Escandinávia, é também a cidade mais violenta da Europa Ocidental, mostram estatísticas de força letal no mundo, que os jornais HD e Sydsvenskan obtiveram. O índice mede o número de homicídios por cem mil habitantes. 

As estatísticas são baseadas em onze assassinatos em Malmo em 2016. Dividida pela população da cidade, resulta em um “índice de assassinato” de 3,4, que de uma perspectiva sueca e nórdica é “um número muito alto”, escreve o Sydsvenskan


Em comparação com outros países, Malmo é de longe a cidade mais perigosa da região nórdica. Em toda a Europa, Tirana na Albânia tem um máximo de 6,7 assassinatos por cem mil habitantes, em seguida, Talin na Estônia com 5,5, a capital letã Riga com 4,0, e Moscou, capital da Rússia, com 3,8. 

Mas em comparação com as cidades da Europa Ocidental, Malmo é a mais perigosa: Paris tem um índice de 1,8, Londres 1,3, Copenhague e Berlim 1,1 e 1,0. Essas cidades tiveram força consideravelmente menos letal do que Malmo no ano passado. 

No entanto, Malmo não é uma Chicago, Sydsvenskan aponta. Em 2016, Chicago teve 28 assassinatos por cem mil habitantes, tornando a cidade oito vezes mais perigosa do que Malmo. 

As cidades mais perigosas do mundo são as cidades latino-americanas. No topo está Caracas, na Venezuela, que tem índice de homicídios de 120, algo que deu à cidade um apelido menos lisonjeiro de “a cidade mais perigosa do mundo”. 

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário