25 de jan de 2017

Alemanha – Darmstadt rescinde com jogador tunisino, por ligação a organização islâmica suspeita de financiar o jihadismo




DN, 25 de janeiro de 2017. 



Por Isaura Almeida



Ben-Hatira fazia trabalho "humanitário" na Ansaar International, com ligações à comunidade ortodoxa islâmica salafista.

O Darmstadt anunciou a rescisão de contrato com o tunisino Ben-Hatira. De acordo com a informação do clube da Bundesliga, Hatira está envolvido com a organização Ansaar International, com ligações à comunidade ortodoxa islâmica salafista.

"O Darmstadt vê o trabalho humanitário que Ben-Hatira faz com a organização como errado", justificou o presidente do emblema alemão Ruediger Fritsch.


A 21 de janeiro, após o empate com o Borussia Moenchengladbach, alguns adeptos do clube alemão espalharam panfletos a exigir a saída do jogador. O jogador negou ligações ao terrorismo e garantiu que vai continuar o trabalho humanitário através de uma fundação em nome próprio.

"Qualquer pessoa que olhe para o meu currículo e para os meus compromissos percebe que sou uma pessoa socialmente envolvida e que luta por tratamento igual entre pessoas de cor de pele, etnia ou fés diferentes. Nada mais do que isso", escreveu Hatira, numa carta aberta publicada a 22 de janeiro no Facebook.

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário